UGT - Comunicados

Resoluções

2022

Valorizar a Concertação Social | Dignificar o Trabalho | Por aumentos reais dos salários e rendimentos

2022-05-26
Valorizar a Concertação Social | Dignificar o Trabalho | Por aumentos reais dos salários e rendimentos

A UGT aceita discutir os problemas da produtividade e da competitividade da nossa economia, como sempre o fez, reconhecendo a sua importância para o País, mas não esquecemos as décadas de aumento da produtividade sem o correspondente aumento dos salários, que o Governo bem reitera nos documentos que enquadram a discussão deste tema. 

Para a UGT, o que deve resultar da discussão em sede de concertação social são compromissos claros no sentido de, por um lado, corrigir as acentuadas injustiças passadas na distribuição de rendimentos e, por outro, garantir no futuro aumentos reais de salários e rendimentos do trabalho que nos façam convergir com os nossos parceiros europeus. 

Com medidas de incentivo à negociação coletiva; com o fim de uma política fiscal que continua a colocar (e de forma crescente) o grosso do peso dos impostos sobre os rendimentos do trabalho; com uma efetiva penalização das políticas de verdadeiro dumping salarial, de concorrência desleal e de injustificada disparidade entre altos e baixos salários.   

A UGT espera que, nesta área fulcral para a dignificação do trabalho, o Governo, mas sobretudo as confederações patronais, cumpram com o verdadeiro espírito da concertação social.  

A dignidade dos salários é parte essencial da concretização de uma verdadeira agenda do trabalho digno para os trabalhadores portugueses. 

Esse é o objetivo da UGT. Esse deve ser o objetivo da concertação social e de Portugal. 

Leia a Resolução na íntegra no link abaixo

Moção | O Governo tem de ouvir os trabalhadores! Valorizar Carreiras, apostar nos trabalhadores

2022-05-26
Moção | O Governo tem de ouvir os trabalhadores! Valorizar Carreiras, apostar nos trabalhadores

O Secretariado Nacional da UGT, reunido em 26 de maio de 2022, manifesta a sua total solidariedade para com os Trabalhadores da Proteção Civil Municipal e Nacional, os Sapadores Florestais, o Corpo Nacional de Agentes Florestais (CNAF), os Vigilantes da Natureza, os Guardas Florestais, que esperam pela concretização e valorização das suas carreiras profissionais. 

Mais, afirmamos que a UGT apoia todos os Sindicatos representativos destes trabalhadores nas suas reivindicações, interpelações, ações e lutas. 

Moção | Secretariado Nacional da UGT APELA Rússia/Ucrânia - Recuo no conflito e diálogo real aberto

2022-02-25
Moção | Secretariado Nacional da UGT APELA Rússia/Ucrânia - Recuo no conflito e diálogo real aberto

O Secretariado Nacional da UGT, reunido em Lisboa, no dia 25 de Fevereiro de 2022, repudia a atitude bélica e violadora do Direito Internacional do Governo da Rússia e exprime toda a sua solidariedade ao povo da Ucrânia e a todos os esforços que possam conduzir à Paz e à cessação das hostilidades e da agressão russa, manifestando ainda todo o seu apoio à representativa comunidade ucraniana emigrada em Portugal, cujas famílias na Ucrânia atravessam momentos dramáticos, e que merecem todo o apoio que Portugal lhes possa dar. 

E a UGT diz PRESENTE.

A UGT lamenta todas as atitudes de apoio, por parte de algumas organizações e indivíduos portugueses, à agressão e à invasão do território ucraniano por meios militares russos, colocando em causa a paz na Europa e a estabilidade dos povos envolvidos, relembrando os piores momentos que antecederam o início da II Guerra Mundial.

TUDO PELA PAZ E PELO DIÁLOGO.

NÃO À GUERRA!!!

Leia a Moção do Secretariado Nacional na íntegra no link abaixo

Secretariado Nacional | 21 de Janeiro de 2022

2022-01-21
Secretariado Nacional | 21 de Janeiro de 2022

Na resolução aprovada por unanimidade esta sexta-feira, a UGT reafirmou as propostas apresentadas na Política Reivindicativa 2021-2022 em nome dos trabalhadores portugueses.

Este documento será enviado aos actores políticos envolvidos no processo eleitoral em curso, na expectativa que o próximo Governo, eleito no próximo dia 30 de Janeiro, integre as preocupações sindicais da UGT no seu programa e agenda futuros. 

Leia a Resolução na íntegra no link abaixo