UGT - Comunicados

Notícias

2021

Boletim Informativo | INCLUIR N.º2

2021-12-29
Boletim Informativo | INCLUIR N.º2

A UGT com a criação e divulgação do segundo número do Boletim semestral “Incluir” volta a colocar o foco nos bons exemplos de integração e inclusão social do tecido empresarial, através dos diferentes modos de promover a participação dos trabalhadores nas organizações, que concretizam no terreno as boas práticas que muitas das vezes não passam do papel.

Leia o Boletim na íntegra no link abaixo

SOJ | Carta Aberta à Ministra da Justiça

2021-12-29
SOJ | Carta Aberta à Ministra da Justiça

O Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ), filiado na UGT, enviou uma carta aberta à Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, onde apela à sua demissão, para que a Justiça em Portugal possa entrar no novo ano com uma esperança renovada.

Leia no link abaixo a carta enviada à Ministra da Justiça

Mensagem de Natal | Presidente e Secretário-geral desejam Boas Festas

2021-12-20
Mensagem de Natal | Presidente e Secretário-geral desejam Boas Festas

A Presidente, Lucinda Dâmaso, e o Secretário-geral, Carlos Silva, desejam a todos e a todas um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

TSF: "Um trabalhador em regime de teletrabalho tem o direito a um horário de trabalho definido que deve ser respeitado"

2021-12-07
TSF: "Um trabalhador em regime de teletrabalho tem o direito a um horário de trabalho definido que deve ser respeitado"

Declarações do Secretário-geral Adjunto da UGT Portugal, Sergio Monte, no Fórum TSF com a temática "O avanço da covid e a aposta no teletrabalho".

 

Ver vídeo (Youtube)

UGT saúda criação de uma directiva sobre Salários Mínimos Europeus Adequados

2021-12-07
UGT saúda criação de uma directiva sobre Salários Mínimos Europeus Adequados

A UGT saúda a decisão do Conselho Europeu de Ministros do Trabalho e Segurança Social - EPSCO - que deliberou por expressiva maioria, iniciar negociações com o Parlamento Europeu, que igualmente deliberou por grande maioria no mesmo sentido, para a elaboração de uma diretiva sobre Salários Mínimos Europeus adequados.

Tal decisão é a sequência do Plano de Ação para a implementação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais, aprovado na cimeira social do Porto de 8 de maio de 2021, durante a presidência portuguesa da UE, facto que contou com o forte envolvimento do movimento sindical europeu representado pela CES, e com o apoio expresso da UGT.

A reivindicação de melhores salários através da negociação coletiva tem ficado aquém do desejável e necessário, devido aos constantes constrangimentos criados pelas entidades empregadoras que rejeitam a discussão e a disponibilidade para fazer avançar a contratação coletiva.

Daí que o aumento gradual do SMN seja uma alavanca para pressionar o aumento salarial a todos os níveis, mesmo que para isso o SMN abranja cada vez mais trabalhadores.

A criação de uma diretiva comunitária sobre o SMN em cada estado-membro permitirá, na nossa opinião, exercer a pressão salarial para uma maior convergência europeia, no respeito pela realidade económica e social de cada país.

A UGT reafirma o seu apoio a esta reivindicação sindical europeia, com o sentido de se atingir, a médio prazo, um nível salarial menos díspar e, em simultâneo, instituir em todos os estados-membros um SMN, em que os parceiros sociais possam contribuir com a sua intervenção prévia para reforçar os mecanismos do diálogo social e permitir que os SMN’s nacionais mais frágeis possam evoluir mais rapidamente.

O Secretário-geral

Carlos Silva