UGT - Comunicados

Notícias

2020

Webinar “Teletrabalho no Direito: os Direitos no Teletrabalho”

2020-07-10
Webinar “Teletrabalho no Direito: os Direitos no Teletrabalho”

No próximo dia 14 de julho de 2020, o canal4, da responsabilidade da AFIET - Associação para a Formação e Investigação em Educação e Trabalho, promovida pela FNE e pelos seus Sindicatos membros, realiza o Webinar com o tema “Teletrabalho no Direito: os Direitos no Teletrabalho”, que terá como orador convidado o Doutor Duarte Abrunhosa e Sousa, reconhecido especialista na matéria, nos campos académico e profissional.

A súbita generalização do tema do Teletrabalho no mundo laboral trouxe a todos os trabalhadores portugueses, a par de fatores considerados positivos, muitas dúvidas, incertezas e inseguranças. Estas são questões que vão procurar ter resposta no debate neste webinar.

Saiba mais em http://www.canal4.pt/

Garanta aqui o seu lugar:

https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_bU6uo4bYQA-8tHni7enb7w

UGT participa em Webinar sobre o Futuro do Trabalho que marca o início dos trabalhos para o "Livro Verde sobre o Futuro do Trabalho"

2020-07-09
UGT participa em Webinar sobre o Futuro do Trabalho que marca o início dos trabalhos para o "Livro Verde sobre o Futuro do Trabalho"

A UGT participou hoje no Webinar sujeito ao tema “O Futuro do Trabalho”, no qual se incluiu a apresentação das linhas gerais do Livro Verde sobre o Futuro do Trabalho, que o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social pretende apresentar no último trimestre de 2020. 

O webinar contou a presença do Secretário de Estado Adjunto e do Emprego, Miguel Cabrita, e com a intervenção de representantes da OIT, OCDE e Comissão Europeia e com um painel composto por representantes dos parceiros sociais. 

Na sua intervenção, Carlos Alves, em representação da UGT, abordou temas como os desafios que as novas formas de trabalho e os novos trabalhadores suscitam para os sistemas de protecção social, para a formação profissional, para a negociação colectiva, para a representação sindical e as relações laborais em geral no nosso País ou as vantagens e os riscos de desregulação social, económica e laboral se não existir uma reflexão e uma regulação adequadas sobre as novas formas de trabalho e as novas realidades económicas. 

Alertou ainda para a centralidade do diálogo social e da negociação colectiva para traçar um rumo para o futuro que, ao contrário do que é muitas vezes afirmado, está longe de ser inevitável nos seus efeitos mais perversos.

Newsletter UGT | N.º 13 | JUNHO 2020

2020-07-08
Newsletter UGT | N.º 13 | JUNHO 2020

Leia a 13.ª edição da newsletter da UGT no link abaixo

Ver link

UGT marca presença na conferência "No pós-pandemia que futuro para as micro, pequenas e médias empresas"

2020-07-08
UGT marca presença na conferência "No pós-pandemia que futuro para as micro, pequenas e médias empresas"

A UGT marcou presença na conferência empresarial “No pós-pandemia que futuro para as micro, pequenas e médias empresas” que se realizou no passado dia 8 de Julho de 2020 no Seixal – Peninsula de Setúbal.

Neste encontro foram feitas dezenas de intervenções de associações e confederações de micro e pequenos empresários que se encontram em grande dificuldade económica devido à Covid-19.

Estas organizações empresariais representam milhares postos de trabalho que poderão estar em causa por ainda se manterem encerradas ou com atividade reduzida, desde o início da pandemia.

A nossa central sindical fez-se representar pelo Presidente da UGT-Setúbal, Manuel Fernandes, que agradeceu em nome do Secretário Geral, Carlos Silva, o convite formulado.

Neste encontro estiveram presentes várias entidades empresariais, movimentos sociais e todos os partidos com representação parlamentar. 

Os responsáveis da organização do evento e da CPPME – Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas agradeceram publicamente à UGT por ter sido a única central sindical a marcar presença no evento.

UGT exige mais fiscalização nos transportes públicos

2020-07-01
UGT exige mais fiscalização nos transportes públicos

Face à problemática dos transportes coletivos na Área Metropolitana de Lisboa, em virtude do elevado número, diário, de casos de Covid que têm surgido na região, e também perante as mais recentes declarações do Ministro das Infraestruturas, a UGT exige mais fiscalização na lotação de autocarros e comboios a dois terços da sua capacidade normal.

O Secretário-geral Adjunto, Sérgio Monte, na UGT TV, exige que o Governo implemente mais medidas,  algumas já previstas, mas que ainda não foram executadas. 

No transporte ferroviário, nomeadamente na linha de Sintra, onde se verificam altas taxas de ocupação, a UGT exige que haja desdobramentos com o modo rodoviário como, aliás, referiu o Primeiro Ministro numa reunião de Concertação Social. Para isso, a central sindical propõe que as empresas privadas de transportes da região, que se encontram ainda na situação de lay-off simplificado deixem, de imediato, de receber qualquer tipo de ajuda, se não garantirem o nível de oferta a que estão obrigadas nesta situação.

Veja as declarações na íntegra do Secretário-geral Adjunto da UGT, Sérgio Monte