UGT - Comunicados

Notícias

2018

Secretário-geral da UGT no Jornal 2

2018-06-19
Secretário-geral da UGT no Jornal 2

No dia em que foi assinado o acordo de concertação social, o Secretário-geral da UGT, Carlos Silva esteve em direto no Jornal 2 e afirmou que o compromisso alcançado é bom e é um primeiro passo para o combate à precariedade e para a dinamização da negociação colectiva.

(Fonte: RTP)

UGT recebe Conselheira da Embaixada de Espanha em Portugal

2018-06-19
UGT recebe Conselheira da Embaixada de Espanha em Portugal

Uma delegação da UGT recebeu hoje na sua sede para uma reunião, a nova conselheira para os Assuntos do Emprego e Segurança Social da Embaixada de Espanha em Portugal.

Esta reunião solicitada pela conselheira Graciela de Andrés Novo teve como objectivo, não só a habitual apresentação de cumprimentos, mas também a troca de impressões sobre as reivindicações da UGT em relação às matérias relacionadas com a negociação colectiva, a política laboral, o emprego e a Segurança Social.

Foram também abordados os acordos de concertação social, designadamente o que foi ontem formalmente assinado, as questões da Europa e dos trabalhadores transfronteiriços, entre outras matérias.

A UGT esteve representada neste encontro pelo seu Secretário-geral, Carlos Silva, pela Secretária-geral Adjunta, Paula Bernardo, e pelo Secretário Executivo, José Cordeiro.

Ver fotos (Flickr)

UGT assina Acordo Tripartido de Concertação Social

2018-06-18
UGT assina Acordo Tripartido de Concertação Social

Decorreu hoje no Conselho Económico e Social a cerimónia de assinatura do Acordo Tripartido de Concertação Social.

Este acordo alcançado entre a UGT, Governo e Confederações Patronais aponta uma clara melhoria na legislação laboral e tem como pontos centrais combater a precariedade, reduzir a segmentação laboral e promover um maior dinamismo da negociação coletiva.

Assita às declarações do Secretário Geral da UGT, Carlos Silva, e da Presidente da UGT, Lucinda Dâmaso, à saída desta cerimónia de assinatura.

Jornal de Negócios concorda com nota de esclarecimento da UGT

2018-06-15
Jornal de Negócios concorda com nota de esclarecimento da UGT

Após o envio de uma nota de esclarecimento à Direcção do Jornal de Negócios, a UGT obteve ainda durante a manhã uma resposta por parte do seu director, André Veríssimo. Leia a resposta do Jornal de Negócios abaixo.

«Exmo. Secretário-Geral da UGT, Carlos Silva

Quero em primeiro lugar agradecer a sua disponibilidade para colaborar no trabalho que o Negócios publicou sobre a economia portuguesa e o contributo relevante que para ele deu.

Quanto à questão que nos põe, estive a conversar com a jornalista Margarida Peixoto, que me relatou que a conversa tida entre ambos foi no sentido de elogiar a cautela do Governo na gestão das Finanças Pública, daí a percepção que foi feita das suas palavras. Em momento algum se pretendeu enviesar o seu sentido no que toca à questão dos professores, lamentando nós qualquer confusão que tenha existido a este propósito.

Agradecemos a clarificação que nos envia. Vamos alterar a frase no texto que está no online para: "Há que reconhecer a preocupação do Governo em não acompanhar todas as reivindicações sindicais, nomeadamente da Administração Pública. No entendimento do primeiro-ministro, não estão reunidas as condições para aceitar exigências como as dos professores, seria uma loucura". »

Com os meus melhores cumprimentos,

André Veríssimo

Director

 

UGT-Braga debate as potencialidades e os constrangimentos no sector têxtil

2018-06-14
UGT-Braga debate as potencialidades e os constrangimentos no sector têxtil

A UGT participa hoje na conferência promovida pela UGT-Braga sob o tema “Sector Têxtil – Constrangimentos Vs Potencialidades”.

A abertura desta conferência esteve a cargo do Presidente da UGT-Braga, César Campos, que no seu discurso fez uma breve síntese da evolução positiva que se tem verificado no sector têxtil, após o período da crise que afectou fortemente o sector.

De seguida, a Direcção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT), representada por Rui Abreu, apresentou uma minuciosa caraterização do sector têxtil, na vertente da contratação colectiva e da sua aplicação no âmbito dos subsectores: dos lanifícios, da confecção, do vestuário, do calçado, etc.

A última intervenção na sessão de abertura coube à Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, que fez referência à importância do sector no volume de exportações, bem como a amplitude de inovação tecnológica demonstrada pelas empresas e a grande capacidade de adaptação demonstrada pelos trabalhadores, o que se afigura como sendo um bom prenúncio face à proximidade da designada Indústria 4.0.

Este encontro permitiu ainda aos vários oradores debater as recentes dificuldades vividas pelo sector face à concorrência internacional, as baixas remunerações praticadas, a necessidade de mais e melhores qualificações dos trabalhadores, as condições laborais e o actual estado de segurança e saúde no sector.

A sessão de encerramento contou com a intervenção do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa, que saudou a iniciativa promovida pela união distrital da UGT e relembrou a sua participação na concertação social enquanto ex-dirigente empresarial.

A encerrar este encontro, o Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, no seu discurso referiu a importância do diálogo social e da negociação colectiva, realçando o papel fundamental que o salário mínimo assume nos sectores onde tradicionalmente é praticada uma política de baixos salários. Perante este facto, a UGT manterá como bandeira a atualização do salário mínimo. Realçou também a importância que desde sempre a UGT dedicou à qualificação dos trabalhadores, quer na sua formação inicial, quer na contínua. Por fim, o líder da UGT fez referência ao Acordo de Concertação Social, que será formalmente assinado no próximo dia 18 de junho, citando o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sua intervenção aquando das Comemorações do Dia de Portugal: “…os portugueses preferem a paciência dos acordos, mesmo que difíceis, à volúpia das ruturas, mesmo que tentadoras.”

Ver fotos (Flickr)