UGT - Comunicados

Notícias Internacionais

2018

ITUC-CSI - Dia Internacional em Memória dos Trabalhadores Vítimas de Acidentes de Trabalho

2018-04-28
ITUC-CSI - Dia Internacional em Memória dos Trabalhadores Vítimas de Acidentes de Trabalho

A nível mundial, as más condições de trabalho matam um trabalhador a cada 11 segundos. Todas estas mortes são evitáveis, no entanto a contagem de corpos continua a aumentar, alerta Sharan Burrow. A Secretária Geral da Confederação Sindical Internacional (ITUC/CSI) afirma que essa é a razão pela qual os sindicatos globais estão a lançar uma campanha reforçada e urgente para exigir  segurança, justiça e responsabilidade.

Todas as mortes relacionadas com o trabalho são evitáveis. Temos o conhecimento. Temos a tecnologia. Conseguimos viver durante meses no vazio do espaço. 

Mas em todo o mundo, o número de trabalhadores que morrem no trabalho tem aumentado nitidamente. E não se deve à falta de know-how, mas antes à falta de vontade. Avalia-se as empresas pelas contas anuais, não pelo número de acidentes. Os diretores de empresas são largamente e legalmente recompensados pela alienação de bens patrimoniais, cortes nos empregos, outsourcing e obtenção de lucros. Apenas quando acontecem grandes desastres surgem rumores de preocupação em relação à saúde e segurança dos trabalhadores por parte dos órgãos executivos. 

E o desinteresse ou negligência têm um custo. É por esta razão que estimativas da Organização Internacional do Trabalho , publicadas em Setembro de 2017, mostraram que os acidentes e doenças relacionadas com o trabalho aumentaram em todo o mundo para 2.78 milhões por ano. A maior parte - 2.4 milhões de mortes por ano – são resultado de doenças ocupacionais, não de ‘acidentes’.

Leia na íntegra o Relatório da CSI no link abaixo

Nota: Tradução da responsabilidade da UGT