UGT - Comunicados

Notícias Internacionais

2017

UGT no I Congresso extraordinário da CUT- Brasil

2017-08-28
UGT no I Congresso extraordinário da CUT- Brasil

Perante cerca de mil delegados e quase 100 convidados internacionais, entre os quais uma delegação da UGT PORTUGAL, representada pelo seu Secretário-geral, Carlos Silva, pelo Secretário-geral Adjunto, Sérgio Monte, e pelo Director do CEFOSAP, Jorge Mesquita, teve hoje início, em São Paulo, o I Congresso extraordinário e exclusivo da CUT Brasil, sob o lema "NENHUM DIREITO A MENOS".

Envolvido num cenário político complicado, com o "golpe" dado à Presidente Dilma Rousseff com a sua destituição; as dificuldades criadas pela Justiça a uma candidatura às presidenciais de 2018 do ex-presidente Lula da Silva pelo seu alegado envolvimento na operação Lava-Jacto e as restrições de direitos dos trabalhadores criadas pelo Presidente Temer, com a aprovação da nova legislação laboral e as alterações ao regime de previdência social, eis o enquadramento social e político explosivo no Brasil, no momento em que este Congresso tem lugar.

O movimento sindical brasileiro conta com o apoio dos seus congéneres à escala mundial, desde a CSI, à CES e à UNI.

Lembramos que na CSI, onde a CUT detém a presidência com João Felicio, a UGT é a única filiada portuguesa, dai que a nossa participação tenha sido ponderada perante a iminência de um conflito social de dimensões incalculáveis no Brasil. Assim é fundamental prestarmos a nossa solidariedade através da nossa presença forte e de inequívoco apoio à luta dos trabalhadores e do povo irmão do Brasil neste período histórico, onde se defende a democracia e a liberdade sindical contra a corrupção e as distorções democráticas daqueles que, através de conluios políticos, pretendem esmagar as conquistas que os trabalhadores conseguiram alcançar nas duas últimas décadas.

Ver fotos (Flickr)