UGT - Comunicados

Segurança e Saúde no Trabalho : Campanhas

Campanha CES - A dor que está a paralisar a EUROPA

2016-11-03
Campanha CES - A dor que está a paralisar a EUROPA

A Confederação Europeia de Sindicatos está a apelar à Comissão Europeia no sentido de
combater a principal causa de doenças profissionais na Europa: a epidemia de dores nas
costas, ombros, pescoço, cotovelos, mãos e joelhos que provoca uma enorme perda na
qualidade de vida dos trabalhadores e milhões de dias de baixa.

“As dores lombares estão a paralisar a Europa”, afirmou Esther Lynch, Secretária
Confederal da CES. “Em França, perderam-se cerca de 9 milhões de dias de trabalho
devido a dores lombares e outros problemas músculo-esqueléticos, e a situação irá
agravar-se com o envelhecimento da mão-de-obra na Europa.”

Em 2013 a Comissão Europeia recusou apoiar uma Diretiva sobre “Ergonomia no Local de
Trabalho” proposta pelos sindicatos e empregadores e em vez disso emitiu uma
recomendação não-vinculativa.

“Está na hora de a Comissão admitir que aquela recomendação não é suficiente.
É preciso fazer mais.”

As lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o local de trabalho (LMERT) são
causadas por tarefas que sobrecarregam o corpo e estão associadas a tarefas
caraterizadas por posições corporais fixas ou constrangidas, movimentos repetitivos,
concentração da força em partes do corpo, tais como a mão e o pulso, e um ritmo de
trabalho que não permite ao trabalhador o controlo suficiente ou uma margem de
manobra o, ainda, tempo de recuperação suficiente entre os movimentos.

Tudo aponta para que a constante intensificação do ritmo de trabalho esteja a obrigar os trabalhadores a laborarem num ambiente marcado pela urgência constante, reduzindo assim a sua margem de manobra.

Os trabalhadores dos setores da alimentação, metalurgia, reparação automóvel, construção, agricultura, transportes e saúde são os que correm um maior risco.

A prevenção é essencial e isto implica a adaptação do trabalho ao trabalhador. “As Comissões de Segurança e Saúde no Trabalho, a legislação e regulamentações eficazes, bem como os incentivos económicos para a redução das LMERT, constituem a maior esperança para a melhoria da situação nas empresas europeias.”

Esther Lynch faz este apelo na conferência sobre “Redução do peso das doenças crónicas no trabalho” que teve lugar no início do mês, em Bruxelas, sob a Presidência da Comissária Marianne Thyssen e organizada pela Liga Europeia contra o Reumatismo (EULAR). 

ACEDA AQUI À VERSÃO ORIGINAL

Campanha para atualizar a Diretiva de Agentes Cancerígenos e Mutagénicos da UE.

2016-05-12
Campanha para atualizar a Diretiva de Agentes Cancerígenos e Mutagénicos da UE.

Os sindicatos apoiam em toda a Europa a iniciativa da Presidência Holandesa para atualizar a Diretiva de Agentes Cancerígenos e Mutagénicos da UE. Precisamos de agir agora para garantir que as discussões levam a alterações para garantir a proteção dos trabalhadores de cancros ocupacionais, em todos os setores e profissões em países da Europa.

A UGT estará ainda representada pela Secretária Executiva, Vanda Cruz, numa conferência na Holanda entre os dias 23 e 25 de Maio alusiva ao tema.

Campanha de prevenção para o consumo de álcool e drogas em meio laboral

2013-01-04

Campanha de prevenção para o consumo de álcool e drogas em meio laboral

 
"A União Pela Vida - Trabalho Sem Álcool e Drogas"

 

Cartaz (pdf)

Diptico (pdf)

Triptico (pdf)