UGT - Comunicados

Resoluções

2020

Resolução do Secretariado Nacional - AFINAL O QUE QUER O GOVERNO?

2020-01-30
Resolução do Secretariado Nacional - AFINAL O QUE QUER O GOVERNO?

O Secretariado Nacional da UGT realizado hoje na cidade de Castelo Branco aprovou, por unanimidade e aclamação, uma resolução que abordou os seguintes temas:

-  UGT diz NÃO ao esvaziamento da Concertação Social e da Negociação Colectiva!

- UGT apoia a Greve da Administração Pública - Por aumentos salariais e processos negociais reais;

 

Leia no link abaixo a resolução na íntegra

Secretariado Nacional FESAP - Trabalhadores da Administração Pública querem alterar a proposta de O.E. para 2020

2020-01-28
Secretariado Nacional FESAP - Trabalhadores da Administração Pública querem alterar a proposta de O.E. para 2020

A FESAP recusa a ideia de que a proposta de Orçamento do Estado para 2020 esteja fechada antes da votação final global que terá lugar a 6 de fevereiro, e consubstanciará as reivindicações dos trabalhadores em ações de luta que incluem, entre outras, a Greve do dia 31 de janeiro. 

A FESAP exige a abertura de processos negociais tendentes à célere resolução dos principais problemas que afetam a Administração Pública e os seus trabalhadores, com particular atenção para a necessidade de valorização da classe média - que tem vindo a perder poder de compra de forma consistente -, através da adoção de medidas que travem a crescente e inaceitável aproximação do salário mínimo ao salário médio.

Leia a Resolução da FESAP na íntegra no link abaixo

Resolução - A FNE aposta na via do diálogo e da negociação

2020-01-16
Resolução - A FNE aposta na via do diálogo e da negociação

O Secretariado Nacional da FNE, reunido a 15 de janeiro de 2020, apela ao Ministro da Educação para que na reunião do próximo dia 22 de janeiro demonstre uma efetiva disponibilidade para o diálogo, para a negociação e para a concertação, traduzida no lançamento de processos que possam acolher as preocupações dos trabalhadores da educação que a FNE representa.

Leia a Resolução da FNE na íntegra no link abaixo