UGT - Comunicados

Resoluções

2020

SECRETARIADO NACIONAL - 18 DE DEZEMBRO 2020

2020-12-18
SECRETARIADO NACIONAL - 18 DE DEZEMBRO 2020

O Secretariado Nacional da UGT realizado hoje na sua sede em Lisboa aprovou, por unanimidade e aclamação, uma resolução que abordou os seguintes temas:

- Salário Mínimo nos 665€ - Vingou a Proposta mais razoável;

- É necessário, mais do que nunca, dinamizar a negociação colectiva;

- A reestruturação da TAP não pode passar ao lado dos trabalhadores e dos seus sindicatos. Exige-se diálogo constante;

- Em defesa dos trabalhadores do SEF;

- Os sindicatos da UGT querem negociar os salários da Administração Pública;

- Confiança no SNS e nos seus profissionais;

- Pacto Ecológico Europeu, Fundo de Transição justa, Oportunidades e Desafios para os Trabalhadores;

- Educação e Formação profissional. Uma exigência de qualidade;

- A UGT pede ao Governo medidas para travar o aumento das desigualdades de género devido aos impactos socioeconómicos da Covid-19;

- Na actual conjuntura os quadros e técnicos superiores devem ver reconhecidas e valorizadas as suas carreiras;

- Presidência Portuguesa da U.E - Reforçar e concretizar a Agenda Social. Valorizar o papel do Diálogo Social;

- Saudação aos Trabalhadores Migrantes.

Leia no link abaixo a resolução na íntegra

RESOLUÇÃO DO SECRETARIADO NACIONAL - 27 Novembro 2020

2020-11-27
RESOLUÇÃO DO SECRETARIADO NACIONAL - 27 Novembro 2020

O Secretariado Nacional da UGT realizado hoje em Leiria aprovou, por unanimidade e aclamação, uma resolução que abordou os seguintes temas:

1. Estado de Emergência | Combater a Pandemia - Preservar o Estado de Direito;

2. O País não são apenas as empresas - Os Trabalhadores também necessitam de respostas;

3. O Futuro do Trabalho | Ir além da Legislação Laboral - Responder aos desafios do País;

4. Onde pára o Salário Mínimo?;

5. Para quando o verdadeiro reconhecimento dos profissionais de saúde?

Leia no link abaixo a resolução na íntegra e vejas as declarações dos dirigentes sindicais da UGT-Setúbal e dos dois novos sinidcatos que aderiram à UGT - o SNPC e o ASPAS.

Presidente da UGT-Setubal - Manuel Fernandes

Novo Sindicato da UGT - ASPAS

Novo Sindicato da UGT - SNPC

SINTAP | Parlamento aprova orçamento de austeridade para a A.P.

2020-11-27
SINTAP | Parlamento aprova orçamento de austeridade para a A.P.

Após análise do Orçamento do Estado para 2021, aprovado na passada quinta-feira pelo Parlamento, o Conselho Geral do SINTAP, reunido a 27 de novembro, em Lisboa, considera que:

  1. a resposta que tem sido dada pelos trabalhadores e pelos serviços da Administração Pública, das IPSS e das Misericórdias no combate à pandemia de Covid-19 é uma prova inquestionável da sua qualidade e dedicação, não podendo deixar de ser dedicada a eles as primeiras palavras da presente resolução;
  2. apesar de incluir algumas medidas gerais de caráter social, o OE para 2021 não assume de forma clara e inequívoca a importância fulcral que os trabalhadores e os serviços referidos têm para o nosso país, sobretudo quando olhamos para o contexto pandémico atual e os constrangimentos que reconhecidamente se verificam nos vários setores;
  3. o OE para 2021 não contém medidas tendentes a resolver as questões salariais, das carreiras, da falta de pessoal, e outras que afetam os trabalhadores e os serviços, urgindo serem abordadas e resolvidas de forma contundente;
  4. reconhecendo a necessidade de aumentar o salário mínimo nacional, conforme previsto no OE para 2021, o SINTAP não aceita que o mesmo seja aplicado à Administração Pública e exige a valorização de todos os salários e de todas as pensões, uma vez que, tal como está, este orçamento representa, mais uma vez, uma aposta em políticas de baixos salários, continuando a traçar a trajetória de aproximação entre salário mínimo e salário médio, o que resulta numa penalização inaceitável da classe média portuguesa;
  5. além de não valorizar os salários e as carreiras da Administração Pública, o OE para 2021 não corrige as injustiças salariais que afetam, sobretudo, os assistentes técnicos e os assistentes operacionais, cujos salários vêm sendo progressivamente absorvidos pelo aumento do SMN e para os quais se exige a reposição dos pontos retirados por consequência daquele aumento;
  6. o OE para 2021 mantém uma inaceitável carga fiscal sobre o trabalho, mais uma vez em prejuízo evidente da classe média, sendo por isso uma oportunidade perdida de introduzir alguma justiça e equidade no nosso sistema fiscal;
  7. o OE para 2021 não prevê um reforço significativo de trabalhadores nos serviços públicos da saúde, da educação, das autarquias, da segurança social, da justiça, entre outros, deixando antever que um agravamento das condições da pandemia resultará, inevitavelmente, na degradação da qualidade da resposta dos serviços aos cidadãos;
  8. é positiva a medida do OE para 2021 que prevê a atribuição de um suplemento remuneratório aos trabalhadores dos serviços essenciais que desempenham funções que envolvam particulares condições de risco, de penosidade ou de insalubridade, esperando o SINTAP que a definição dos trabalhadores abrangidos seja clara e objetiva, não crie injustiças e não exclua ninguém que reúna as condições necessárias para beneficiar deste suplemento;

Leia no link abaixo a resolução do SINTAP na íntegra

 

FESAP | Documento Reivindicativo 2020/21 - Investir nos serviços públicos e nos trabalhadores

2020-09-29
FESAP | Documento Reivindicativo 2020/21 - Investir nos serviços públicos e nos trabalhadores

Consulte integralmente no link abaixo o documento reivindicativo que a FESAP levará para o processo de negociação geral anual para a Administração Pública.

Moção | Qualificação profissional - Fazer mais com os mesmos meios em todo território

2020-09-24
Moção | Qualificação profissional  - Fazer mais com os mesmos meios em todo território

O Secretariado Nacional reunido na cidade de Aveiro aprovou, por unanimidade e aclamação, uma moção do SINAPE, intitulada "Qualificação profissional - Fazer mais com os mesmos meios em todo território".

Leia no link abaixo o documento