UGT - Comunicados

Comunicados

2020

SINDAV - EM NOME DA BOA VONTADE

2020-02-26
SINDAV - EM NOME DA BOA VONTADE

O SINDAV, num comunicado conjunto com outras organizações sindicais, lança o desafio à ANA/VINCI para que cumpra a sua palavra e marque rapidamente nova reunião. 

"Da nossa parte estamos, como sempre estivemos, dispostos e de boa-fé para chegarmos a um acordo que restitua a dignidade aos trabalhadores", lê-se no documento.

E acrescentam, "afirmamos que não cederemos a chantagens ou ameaças do tipo: “já chegámos a acordo com um outro”. Pois que cheguem. Para os signatários, com as propostas indignas de zero vírgula qualquer coisa por cento nunca haverá acordo. E a esses, que acordam tudo e a qualquer preço, lembramos apenas aquela velha frase há muito conhecida “Roma não paga a traidores”.

Leia o Comunicado conjunto na íntegra no link abaixo

 

SINDAV - A ANA E A INSUPORTÁVEL FALTA DE RESPEITO

2020-02-20
SINDAV - A ANA E A INSUPORTÁVEL FALTA DE RESPEITO

O SINDAV, num comunicado conjunto, repudiou a atitude da ANA - Aeroportos de Portugal - mantida na mesa de negociação com os sindicatos, insistindo em apresentar uns míseros zero vírgula qualquer coisa por cento, para atualizar os salários dos seus trabalhadores.

No documento, as organizações sindicais afirmam que a empresa esquece-se que os trabalhadores são "os principais obreiros dos tais resultados, que garantem à ANA Aeroportos de Portugal ter sob o seu controlo um dos melhores e mais rentáveis negócios do país". 

Leia na íntegra o Comunicado do SINDAV no link abaixo

SINDITE reúne com o Secretário de Estado da Saúde

2020-02-19
SINDITE reúne com o Secretário de Estado da Saúde

No passado dia 14 de Fevereiro, o SINDITE foi recebido pelo Sr. Secretário de Estado da Saúde, Dr. António Sales, no âmbito da FESAP.

Sendo uma primeira reunião negocial da Federação, foi elencado um conjunto de questões necessidade de resolução/resposta rápida, entre elas:

• Para quando o início do processo negocial específico com os TSDT;

• Para quando o esclarecimento cabal, por parte da ACSS, sobre o descongelamento deste grupo profissional;

• Qual o andamento do processo já iniciado, mas sem resposta, da nossa contestação ao “Manual de Boas Práticas Laboratoriais de Patologia Clínica ou Análises Clínicas”;

• Qual o andamento do processo de adesão ao ACT por parte das EPE’s que não ainda não assinaram, como por exemplo o Hospital de Braga.

Para além deste conjunto de perguntas, foi novamente exposta, por este Sindicato, toda a argumentação relativa ao conjunto de injustiças que se acumulam e aquelas que antevemos, todas elas sobejamente conhecidas pelo Sr. Secretário de Estado aquando do Governo anterior nos recebia em sede de Assembleia da República, na Comissão da Saúde pelo PS.

Poucas respostas foram dadas, para além de compromisso de início de negociação em breve, reconhecimento da necessidade de esclarecimento por parte da ACSS do processo de descongelamento manifestando “desconhecimento” sobre as práticas díspares da contagem de pontos por todo o país.

Mais uma ronda negocial sem qualquer esclarecimento ou compromisso por parte da tutela que possa garantir paz social.

Aguardamos convocatória para uma negociação direta com os TSDT.

SITESE - A SPA não pode sair impune!

2020-02-19
SITESE - A SPA não pode sair impune!

A Sociedade Portuguesa de Autores declarou, através de e-mail, o abandono do processo de conciliação em curso, dando o mesmo por terminado. Desse modo, a SPA decidiu unilateralmente não comparecer à reunião agendada para o dia 12 de Fevereiro de 2020 (quarta-feira).

(...)

Foi com enorme perplexidade que o SITESE recebeu tal comunicação de abandono, uma vez que o processo de Conciliação é dotado de seriedade e as convocatórias são oficiosas. Não pode a SPA abandonar o processo - termo que a própria utilizou na sua comunicação -, sem que o mesmo seja formal e oficiosamente encerrado pelos serviços do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. As convocatórias para cada reunião são de presença obrigatória, pelo que não poderá qualquer das partes não comparecer simplesmente. Se assim for, incorre em contraordenação.

Nós, SITESE, solicitámos ao Ministério que fossem tomadas todas as diligências necessárias. A SPA não poderá sair impune!

Leia o comunicado do SITESE na íntegra no link abaixo

FNE chega a acordo para primeiro CCT com Mutualidades

2020-02-14
FNE chega a acordo para primeiro CCT com Mutualidades

A FNE e um conjunto de sindicatos da UGT que têm vindo a constituir uma Frente de negociação para instrumentos coletivos de trabalho, concluiu com um acordo, ontem, em Aveiro, um longo processo negocial com a União das Mutualidades Portuguesas.

Após longos meses de negociação, foi possível chegar a um acordo para a celebração do primeiro Contrato Coletivo de Trabalho para as instituições do setor das mutualidades, que constituía uma zona branca de contratação.

Foi possível chegar a um contrato coletivo que responde a um conjunto de especificidades que caraterizam este setor laboral e que envolve mais de dez mil trabalhadores e cerca de cem empregadores. É um instrumento de regulamentação coletiva de trabalho que permite determinar aspetos das relações de trabalho que mereciam ser tratados com uma diferenciação positiva em relação à Portaria de Extensão que se lhes era aplicada no âmbito do Contrato Coletivo de Trabalho aplicado às instituições particulares de solidariedade social.

A FNE congratula-se pelo resultado final deste processo negocial que valoriza a negociação coletiva, valoriza o diálogo bipartido entre empregadores e sindicatos, valoriza os trabalhadores deste setor laboral, valoriza as relações de trabalho e fortalece o compromisso entre os trabalhadores e o trabalho sindical.

A assinatura do acordo está agendada para o próximo dia 6 de março, no Porto.