UGT - Comunicados

Comunicados

2020

SINTAP soma vitórias nos tribunais

2020-11-10
SINTAP soma vitórias nos tribunais

No passado dia 6 de novembro, o Juízo do Trabalho do Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa proferiu mais uma sentença que vai ao encontro do que o SINTAP defende relativamente à situação dos trabalhadores com contrato individual de trabalho que, por via da aplicação do acordo coletivo celebrado em maio de 2018, têm direito a ser integrados em carreiras e às 35 horas de trabalho semanal, equiparando-se aos colegas com contrato de trabalho em funções públicas.

(...)

O SINTAP, congratulando-se pelo facto de continuarem a somar-se sentenças favoráveis aos trabalhadores com Contrato Individual de Trabalho dos Hospitais EPE, considera porém que a situação de todos os trabalhadores afetados por este problema pode, e deve, ser resolvida pelo Governo em sede do Orçamento do Estado para 2021, levando a que todos os hospitais que ainda não o fazem, cumpram integralmente o acordo celebrado em 2018, seguindo assim o que foi já alcançado nas regiões autónomas através de acordos celebrados com os respetivos governos regionais da Madeira (com acordo publicado e em vigor) e dos Açores (cujo acordo aguarda publicação).

Finalmente, o SINTAP não pode deixar de lembrar o Governo que outras importantes questões, como a devolução de pontos de avaliação indevidamente retirados aos trabalhadores cujas progressões foram anuladas pelo aumento do salário mínimo, não podem ficar de fora do documento orçamental para o próximo ano.

FETESE diz que ajudas anunciadas aos trabalhadores da Navigator são “pura ficção”

2020-11-02
FETESE diz que ajudas anunciadas aos trabalhadores da Navigator são “pura ficção”

Num comunicado divulgado esta segunda-feira, a FETESE – Federação dos Sindicatos da Indústria e Serviços – afecta à UGT, defende que os apoios anunciados pela Navigator aos trabalhadores são “pura ficção.

“Os sucessivos comunicados de imprensa que vieram a público nos últimos dias surpreenderam o secretariado da FETESE. Não pelos números apresentados ou pelo cenário económico positivo no conjunto do ano, apesar da pandemia, mas pelo teor das afirmações públicas que levam o público em geral a acreditar numa ajuda aos trabalhadores do grupo. Tal ajuda é apenas ficção”, diz o comunicado.

No dia 27 de outubro, a empresa, que atua no segmento do papel, anunciou que vai gastar 10 milhões de euros num pacote de benefícios aos colaboradores para os apoiar no “período difícil que a economia atravessa, reconhecendo o esforço comum e o desempenho durante a pandemia”.

Leia o comunicado da FETESE na íntegra no link abaixo

SE considera inaceitável que O.E 2021 não contemple outro enquadramento remuneratório para os Enfermeiros

2020-10-21
SE considera inaceitável que O.E 2021 não contemple outro enquadramento remuneratório para os Enfermeiros

O Sindicato dos Enfermeiros considera inexplicável que o Orçamento do Estado para 2021 não contemple outro enquadramento remuneratório dos Enfermeiros, nem a abertura de concursos para as diferentes categorias (enfermeiro, enfermeiro especialista e enfermeiro gestor).

 

Leia a nota de imprensa do Sindicato dos Enfermeiros no link abaixo

SINDEPOR aponta desigualdade de tratamento nos processos negociais

2020-10-21
SINDEPOR aponta desigualdade de tratamento nos processos negociais

O SINDEPOR enviou uma carta ao Governo Regional do Açores aponta desigualdade de tratamento nos processos negociais de convenções colectivas.

A UGT, atenta à exposição do SINDEPOR, apela à intervenção das autoridades regionais dos Açores na problemática enunciada.

Leia a carta do SINDEPOR no link abaixo

Moção "A Plataforma P'la Reposição das Scut na A23 e A25 não representa todos os utentes, nem as organizações que os pretendem defender"

2020-10-21
Moção "A Plataforma P'la Reposição das Scut na A23 e A25 não representa todos os utentes, nem as organizações que os pretendem defender"

Os secretariados distritais da UGT de Castelo Branco, Guarda e Portalegre aprovaram uma moção conjunta onde mostram o seu descontentamento, pelo facto de já terem transmitido formalmente o interesse em integrar a plataforma pela reposição das Scuts na A 23 e na A 25 mas, até agora, ainda não receberam qualquer resposta ou tomada de posição.

Leia a moção na íntegra no link abaixo