UGT - Comunicados

Notícias

2018

Francisco Pimentel mantém-se na liderança da UGT-Açores

2018-09-08
Francisco Pimentel mantém-se na liderança da UGT-Açores

A UGT-Açores realizou este sábado o seu III Congresso que reelegeu Francisco Pimentel para mais um mandato à frente da união regional.

No seu discurso, Francisco Pimentel destacou a necessidade de os salários nos Açores serem aumentados já no próximo ano, em especial a remuneração complementar, que se destina a suportar os custos da insularidade. O dirigente aproveitou para chamar a atenção do Governo regional afirmando que “não é eticamente, nem moralmente aceitável, não haver aumentos em 2019”. O Presidente da UGT-Açores considerou ainda ser fundamental “repor a carga fiscal, repor os rendimentos” em valores praticados antes da chegada da Troika a Portugal, sobretudo em sede de IRS e de IVA.

Já o Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, que fez também uma intervenção na sessão de encerramento, reiterou a reivindicação da central de propor, em sede de concertação social o aumento do salário mínimo para os 615 euros em 2019.

O líder da UGT considera que “o salário mínimo em Portugal é miserável”, pelo que ”é preciso que o país” faça este “esforço” de dar mais a quem menos recebe. E insistiu apelando ao Governo para a necessidade de avançar com negociações no sentido de aumentar os salários no próximo ano e justificou “basta olharmos para os salários dos restantes países europeus, para percebermos que o salário mínimo em Portugal é um dos mais miseráveis da Europa”.

Dos novos órgãos eleitos destaque para a eleição de Sérgio Aguiar, dirigente do SBSI, para a presidência da Mesa do Congresso e Conselho Geral e de Ricardo Toste, do SINDEL, para presidente do Conselho Fiscalizador de Contas.

Além do Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, estiveram também presentes no congresso regional o Secretário Executivo e Tesoureiro, Joaquim Mendes Dias, e a Secretária Executiva, Paula Viseu. Este Congresso contou ainda com a presença dos Secretários-gerais do SINTAP e do SINDEL. José Abraão e Rui Miranda, respetivamente, e do presidente do SINAPOL, Armando Ferreira.

 

Ver fotos (Flickr)

Parlamento dos Açores recebe UGT

2018-09-07
Parlamento dos Açores recebe UGT

O Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, foi esta sexta-feira recebido em audiência de apresentação de cumprimentos pela Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA), Dra. Ana Luísa Luís, cerimónia que decorreu na sede do Parlamento regional, na cidade da Horta e que serviu igualmente para a central sindical levar as suas preocupações sobre a situação económica e social da região autónoma.

Antes, o Secretário-geral esteve também na Câmara Municipal da Horta onde apresentou cumprimentos na autarquia local liderada por José Leonardo Silva. Nesta visita institucional, Carlos Silva aproveitou ainda para visitar a Queijaria “O Morro”, na freguesia de Castelo Branco, na qual trocou algumas impressões com os trabalhadores que produzem o queijo do Morro, que em 2017 foi reconhecido em Nova Iorque como um dos melhores queijos do Mundo.

Carlos Silva esteve acompanhado pelo presidente da UGT Açores, Francisco Pimentel, e pelo Secretário-geral do SINTAP, José Abraão que este sábado vão estar presentes no 3.º Congresso da UGT Açores que se realiza no Hotel Horta.

 

Ver fotos (Flickr)

Reunião FNE/UGT com a União das Mutualidades Portuguesas

2018-09-05
Reunião FNE/UGT com a União das Mutualidades Portuguesas

Decorreu hoje na sede da UGT uma reunião entre o Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, e o Secretário-geral Adjunto, Sérgio Monte, integrando uma delegação da FNE, representada pelo Secretário-geral João Dias da Silva e Lucinda Dâmaso, com os representantes da União das Mutualidades Portuguesas. Este encontro teve como objectivo uma abordagem prévia para o lançamento de um processo negocial que vise a realização de um contrato colectivo para os trabalhadores deste sector.

A União das Mutualidades Portuguesas, que nesta reunião se fez representar pelo Presidente do Conselho de Administração, Luís Alberto Silva, congrega em todo o País cerca de um milhão de associados e mais de dois milhões e meio de beneficiários, organizados em associações que têm como papel fundamental a protecção social, nas áreas da segurança social e saúde.

Com esta reunião foi dado o pontapé de saída para uma aproximação do movimento sindical ao mutualista, para que os trabalhadores deste sector estejam mais protegidos na representação e salvaguarda dos seus direitos.

Ver fotos (Flickr)

FESAP apresenta documento reivindicativo

2018-09-04
FESAP apresenta documento reivindicativo

Em conferência de imprensa realizada esta terça-feira, 4 de setembro, o SINTAP/FESAP apresentou o documento de política reivindicativa que será discutido amanhã, no Ministério das Finanças, no início das negociações do OE 2019 no que diz respeito à Administração Pública.

Entre outra importantes matérias, José Abraão disse aos jornalistas que a Federação que lidera dará grande relevo à atualização de salários e de pensões em 2019 e para o prosseguimento do processo de descongelamento das progressões em todas as carreiras da Administração Pública, bem como às propostas relativas a outras matérias relevantes, com e sem incidência pecuniária, como sejam o Programa de Regularização Extraordinária de Vínculos Precários da Administração Pública (PREVPAP), a ADSE, o SIADAP, o estatuto da aposentação da CGA, o regime de férias, a negociação coletiva na Administração Pública, entre outras.

Intervenção do Secretário Geral da UGT na Universidade de Verão do PSD

2018-09-04
Intervenção do Secretário Geral da UGT na Universidade de Verão do PSD

Assista à intervenção na íntegra do Secretário Geral da UGT, Carlos Silva, na Universidade de Verão do PSD.