UGT - Comunicados

Notícias

2017

UGT reúne com SIM e FNAM

2017-09-04
UGT reúne com SIM e FNAM

A UGT recebeu hoje na sua sede as duas organizações sindicais médicas, SIM e FNAM, para uma reunião com o objetivo de apresentar o ponto de situação do processo negocial com o Governo.

Na sequência do pedido formulado por estas organizações sindicais, a UGT recebeu-as com uma delegação constituída pelo Secretário-geral, Carlos Silva, e pelos Secretários-gerais Adjuntos, Dina Carvalho e Sérgio Monte, que ouviram as preocupações dos sindicatos médicos.

O SIM e a FNAM transmitiram que o Governo não tem demonstrado vontade em rever as restrições impostas pela Troika, mantendo-se a negociação colectiva bloqueada.

Estes sindicatos fizeram questão de referir que não estão em causa aumentos salariais, mas sim a exigência de reposição de disposições laborais existentes antes do período de ajustamento imposto a Portugal.

A UGT, compreendendo as reivindicações dos médicos, sublinhou que no Compromisso Tripartido para um Acordo de Concertação de Médio Prazo, assinado em janeiro deste ano e do qual a Central sindical foi uma das subscritoras, o Governo se comprometeu a dinamizar a negociação colectiva em todos os sectores em que é empregador.

Ver fotos (Flickr)

UGT acusa Governo de desvalorizar sindicatos e ameaça com greve na função pública

2017-08-31
UGT acusa Governo de desvalorizar sindicatos e ameaça com greve na função pública

A Federação de Sindicatos para a Administração Pública (Fesap), que junta mais de três dezenas de sindicatos da UGT, enviou nesta quarta-feira uma carta ao ministro das Finanças a pedir uma reunião urgente para discutir o descongelamento das carreiras e o Orçamento do Estado para o próximo ano. Se a resposta não chegar, a estrutura admite avançar para a greve.

Leia a notícia na íntegra no link abaixo

(Fonte: jornal Público)

Ver link

Autoeuropa: Sindicatos divididos sobre greve e trabalho ao sábado

2017-08-29
Autoeuropa: Sindicatos divididos sobre greve e trabalho ao sábado

"O Sindel, afecto à UGT, sublinha que outros sectores industriais têm regime de laboração contínua de 24 horas, sete dias por semana.

"Até faz confusão como é que a CGTP está a tratar esse assunto como um ataque aos trabalhadores por uma empresa querer funcionar seis dias por semana. Não acredito que seja possível regredir na decisão de avançar para o trabalho ao sábado", diz Alberto Vale, do Sindel."

Leia a notícia na íntegra no link abaixo

(Fonte: Jornal de Negócios)

Ver link

UGT saúda diploma das reformas antecipadas,mas lamenta falta de diálogo com sindicatos da A.P

2017-08-24
UGT saúda diploma das reformas antecipadas,mas lamenta falta de diálogo com sindicatos da A.P

A UGT saudou hoje a aprovação do diploma em Conselho de Ministros que prevê um novo regime para as reformas antecipadas.

O Secretário-geral Adjunto, Sérgio Monte, afirmou que a grande novidade deste diploma é a inclusão neste regime dos trabalhadores da Caixa Geral de Aposentações (CGA), lamentando que esta matéria não tenha sido precedida de um diálogo com os sindicatos do sector da Administração Pública, nomeadamente com a FESAP.

Veja as declarações do Secretário-geral Adjunto da UGT no link abaixo.

 

Mensagem do Secretário Geral da UGT

2017-08-15
Mensagem do Secretário Geral da UGT

O Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, endereçou as suas mais sentidas condolências aos familiares das vítimas do acidente ocorrido nas Festas de Nossa Senhora do Monte na Madeira, tendo transmitido esta mensagem na pessoa do Sr. Presidente da UGT Madeira, Ricardo Freitas.

Leia abaixo a mensagem do Secretário-geral da UGT


"Caro Ricardo,

Na tua pessoa, enquanto Presidente da UGT MADEIRA, envio um abraço solidário a todos os madeirenses, nesta data que se revelou dramática para dezenas de pessoas que participavam nas Festas de Nossa Senhora do Monte.

A todas as famílias das vítimas apresento as sentidas condolências.

E manifesto ao povo madeirense a solidariedade da UGT e dos seus sindicatos nesta hora de dor. Aproveito para reafirmar que nestes momentos tristes, devem honrar-se as vítimas, mas também importa aferir responsabilidades por quem deve zelar pela segurança das pessoas.

Um abraço sincero e Amigo

 

Carlos Silva
Secretário-Geral da UGT"