UGT - Comunicados

Notícias

2019

PSD - UGT reúne com Miguel Pinto Luz

2019-11-07
PSD - UGT reúne com Miguel Pinto Luz

Uma delegação da UGT recebeu esta quinta-feira, na sua sede, o candidato à liderança do PSD, Miguel Pinto Luz.

Este encontro solicitado pelo candidato social-democrata teve como objetivo abordar alguns dos temas que se encontram em debate, nomeadamente o salário mínimo.

No final da reunião, Miguel Pinto Luz afirmou que saiu deste encontro com uma grande mensagem de esperança pela abertura da UGT para construir em conjunto uma economia mais próspera e um País mais justo e solidário.

A UGT fez-se representar nesta reunião pelo seu Secretário-geral, Carlos Silva, pelo Secretário-geral Adjunto, Sérgio Monte, pela Secretária Internacional, Catarina Tavares, e pelo Secretário Executivo, José Vinagre.

Salário Mínimo - UGT mantém 660 € e reclama mais ambição para os trabalhadores e empresas

2019-11-06
Salário Mínimo - UGT mantém 660 € e reclama mais ambição para os trabalhadores e empresas

O salário mínimo nacional (SMN) esteve hoje em discussão na concertação social, naquela que foi a primeira reunião entre a nova ministra do trabalho e os parceiros sociais.

Num encontro do qual não saiu nenhuma proposta de actualização do SNM em 2020, a UGT manteve a proposta de aumento para os 660€.

Carlos Silva, em declarações aos jornalistas no final da reunião, afirmou que chega a ter vergonha quando está no estrangeiro, nas reuniões do Conselho Económico e Social, de dizer que o salário mínimo é tão baixo e que está na cauda da Europa. O líder da central sindical afirmou ainda que quer fazer um acordo de concertação social e que está disposto a recuar, mas para um valor que seja legítimo, sem nunca alcançar aos valores propostos pelas entidades patronais. 

Para Carlos Silva, os valores apresentados pelos patrões estão fora de questão e reclama que é necessário mais ambição para os trabalhadores e para as empresas já em Janeiro do próximo ano.

Veja as declarações do Secretário-geral da UGT no final da reunião

UGT reúne com a Ministra do Trabalho

2019-11-05
UGT reúne com a Ministra do Trabalho

A UGT recebeu hoje na sua sede a nova ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, para a apresentação de cumprimentos e identificação dos principais temas a trabalhar pela tutela na nova legislatura.

No final da reunião em declarações aos jornalistas, o líder da UGT, Carlos Silva, afirmou que a central sindical quer que, em 2023, o salário mínimo nacional seja superior aos 750€ anunciados pelo Governo. Carlos Silva admitiu ainda a possibilidade de aumentos por patamares de 50€ até uma meta de 800€ no fim da legislatura.

Estas reivindicações foram apresentadas no encontro com a Ministra do Trabalho, na véspera da reunião da concertação social onde será discutido o salário minimo.

A delegação sindical que reuniu com a ministra era constituída, além do Secretário-geral, pela Presidente, Lucinda Dâmaso, pelos Secretários-gerais Adjuntos, Sérgio Monte, Paula Bernardo e José Cordeiro, e pelo Secretário Executivo, Carlos Alves.

Clique no link abaixo para aceder à Fotogaleria

 

Ver fotos (Flickr)

UGT recebe candidato à presidência do PSD, Luis Montenegro

2019-11-05
UGT recebe candidato à presidência do PSD, Luis Montenegro

Uma delegação da UGT recebeu esta terça-feira na sua sede o candidato à liderança do PSD, Luís Montenegro.

Este encontro solicitado pelo candidato social-democrata pretendeu auscultar as preocupações sindicais da UGT relativas à situação económica, às questões em debate na concertação social e às reivindicações da central para a melhoria das condições de vida e de trabalho dos portugueses.

A UGT fez-se representar nesta reunião pelo seu Secretário-geral, Carlos Silva, pela Presidente, Lucinda Dâmaso, e pelos Secretários-gerais Adjuntos, Sérgio Monte e José Cordeiro.

Grupo Parlamentar do PS: Voto de pesar pelo falecimento de Delmiro Carreira

2019-10-31
Grupo Parlamentar do PS: Voto de pesar pelo falecimento de Delmiro Carreira

Voto n.º 1/XIV

De pesar pelo falecimento de Delmiro Carreira

 

Faleceu no passado dia 25 de outubro, aos 73 anos, Delmiro Manuel de Sousa Carreira. Defensor intransigente dos direitos dos trabalhadores, especialmente os trabalhadores bancários, marcou de forma indelével o movimento sindical português.

Delmiro Carreira teve um percurso político e sindical notável, destacando-se na luta contra a ditadura. Em 1976 foi eleito deputado à Assembleia Constituinte, tendo votado a Constituição da República. Foi também deputado na Primeira Legislatura, lugar que voltou a ocupar mais tarde.

Nascido a 14 de fevereiro de 1946 em Belas, Sintra, Delmiro Carreira entrou para a banca ainda criança, aos 11 anos, profissão que nunca abandonou até à reforma como bancário. Como sindicalista, desde cedo Delmiro Carreira marcou as lutas dos trabalhadores bancários. No Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas (SBSI) ocupou vários cargos, nomeadamente foi presidente da Direção durante quatro mandatos, de 1997 a 2011, e foi um dos primeiros a defender a necessidade de renovação de gerações nos órgãos dirigentes.

Com a sua visão transformadora e preocupação social, empreendeu a criação do Serviço de Assistência Médico-Social dos bancários (SAMS), de que foi presidente do Conselho de Gerência, e, posteriormente, a criação do seu Hospital, cuja qualidade na prestação de cuidados de saúde e equipamento inovador sempre foram reconhecidos.

Participou no Movimento Carta Aberta e na fundação da UGT, tendo dado um contributo muito importante na confirmação da central sindical como alternativa democrática. Era um grande defensor do diálogo e da concertação social.

Assim, a Assembleia da República, reunida em sessão plenária, exprime o seu pesar pelo falecimento de Delmiro Carreira e endereça aos seus familiares, amigos e às instituições de que fez parte as suas sentidas condolências.

 

Palácio de São Bento, 30 de outubro de 2019

As Deputadas e os Deputados do Partido Socialista