UGT - Comunicados

Notícias

2017

Redução da TSU - UGT reúne com CDS-PP

2017-01-17
Redução da TSU - UGT reúne com CDS-PP

A UGT recebeu hoje na sua sede uma delegação do CDS-PP, representada pela sua Presidente, Assunção Cristas, e pelo deputado, Pedro Mota Soares.

Este encontro solicitado pelo partido teve como objectivo de auscultar a posição da UGT em relação aos eventuais impactos que uma apreciação parlamentar possa ter em relação ao diploma da TSU. 

A UGT reiterou a sua posição e voltou a defender a importância deste acordo para os trabalhadores e para a melhoria das suas condições de vida. O Secretário-geral voltou apelar ao respeito pela concertação social e ao respeito pelo papel dos parceiros sociais.

No final o líder da UGT afirmou que foi dada a garantia por parte do CDS de que, à semelhança do que aconteceu no passado, o partido iria valorizar o esforço da concertação e dos parceiros sociais e não tomaria posições que colocassem em causa o acordo alcançado entre parceiros sociais.

Veja as declarações do Secretário-geral da UGT no final da reunião

Ver vídeo (Youtube)

UGT assina o Compromisso para um Acordo de Médio Prazo

2017-01-17
UGT assina o Compromisso para um Acordo de Médio Prazo

A UGT vem tornar público que foi hoje assinado formalmente o “Compromisso para um Acordo de Médio Prazo”, relativamente ao qual tinha sido atingido um acordo de princípio na reunião de concertação social de 22 de Dezembro de 2016.

A UGT reafirma que este é um acordo tripartido fundamental.

Fundamental, porque garantiu já que, a 1 de Janeiro de 2017, os trabalhadores de mais baixos salários vejam aumentado o salário mínimo em 27 euros.

Fundamental, porque coloca na agenda imediata da concertação social um conjunto de matérias importantes para os trabalhadores, como a dinamização da negociação coletiva, o combate à precariedade e a implementação de medidas para a promoção do crescimento e do emprego.

Fundamental, porque este Compromisso é parte integrante de uma estratégia para o progresso económico e social do País, em que a valorização do diálogo e da concertação social não pode, e não deve, ser ignorada e deve antes ser plenamente assumida, tal como ocorreu desde a consagração do seu papel constitucional, como base fundamental do esforço de construção de um Portugal democrático mais justo e solidário.

A UGT quer deixar claro que a não valorização, ou a desvalorização, deste Compromisso é beneficiar o infractor, ou seja, premiar os que sempre se colocaram contra o diálogo e a concertação social, ou que nunca contribuíram para as soluções nessa sede, assumidas não apenas em defesa dos trabalhadores, mas do próprio interesse nacional. Chama-se a isso o “princípio do compromisso”.

A UGT apela a todos os actores políticos, sobretudo àqueles que têm inserida na sua matriz histórica a dignificação da Concertação Social, que, neste momento, não deixem de assumir uma postura coerente e responsável com o seu passado, analisando este Compromisso tripartido por aquilo que é: um acordo de carácter global, com medidas importantes para os trabalhadores, para as empresas, para a economia, para o emprego e para o País.

Em suma, é um acordo relevante para a imagem e a reputação de Portugal cá dentro e lá fora.

Este é um momento em que se exige a todos, designadamente àqueles que, em sede de intervenção e decisão parlamentar, têm a responsabilidade de honrar e respeitar o papel e os contributos que os parceiros sociais, especialmente a UGT, sempre souberam assumir, mesmo em momentos difíceis para o País, nomeadamente durante o PAEF, e aqui relembramos o acordo de 2012, criando um clima de confiança, estabilidade e coesão que se revelou essencial para evitar efeitos mais gravosos das políticas de austeridade.

A concertação social deve ser valorizada, hoje como sempre, enquanto um dos pilares fundamentais do nosso Estado de Direito Democrático.

Em defesa dos trabalhadores!

Em defesa do Crescimento, do Emprego e de Mais Justiça Social!

Em defesa de Portugal!

 

O SECRETARIADO EXECUTIVO DA UGT

 

VÍDEO: UGT assina o Compromisso para um Acordo de Médio Prazo

2017-01-17

UGT assinou formalmente hoje, cerca das 15h22, na UGT, o Compromisso para um Acordo de Médio Prazo (ver nota de imprensa)

Veja o momento formal da assinatura pelo Secretário-geral da UGT

Jornal 2 - UGT quer respeito pelo Acordo de Concertação Social

2017-01-17
Jornal 2 - UGT quer respeito pelo Acordo de Concertação Social

O Secretário-geral da UGT esteve no Jornal 2, da RTP, onde falou sobre acordo de concertação e lamentou a actual polémica em torno da TSU.

(Fonte:RTP)

 

Ver vídeo (Youtube)

2ª Conferência - Igualdade de Género - Um Desafio para a Década

2017-01-16
2ª Conferência - Igualdade de Género - Um Desafio para a Década

A UGT em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, a Ordem dos Médicos da Secção Regional do Norte,  e o SINDITE (Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica), filiado na UGT, estão a organizar um ciclo de conferências para debater a questão da igualdade de género, nas suas diversas vertentes.

Esta segunda sessão teve lugar m Braga, no Museu D. Diogo de Sousa e abordou as questões da igualdade de género na sociedade e no setor da educação

A sessão de abertura contou com as intervenções do Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, do Prof. Catedrático da Faculdade de Medicina do Porto, Rui Nunes, do Presidente do SINDITE, Edgar Loureiro, da Directora da Faculdade de Medicina do Porto, Amélia Ferreira, do Presidente da Secção do Norte da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães e pelo Presidente da Câmara Municipal do Braga, Ricardo Rio.

No primeiro painel dedicado à igualdade de género na sociedade, a oradora principal foi a da deputada à Assembleia da República, Regina Bastos, que contou com os comentários de Anabela Correia, César Campos, Presidente da UGT Braga, Luisa Roseira e Maria de Lurdes Rufino.

O mesmo se passou no segundo painel sobre igualdade de género na educação, no qual a UGT se fez representar também pela Secretária-executiva da UGT Braga, Helena Ferreira. 

A sessão de encerramento esteve a cargo da Presidente da Comissão de Mulheres da UGT, Lina Lopes e do Presidente do SINDITE, Edgar Loureiro

Clique aqui para aceder ao registo fotográfico.