UGT - Comunicados

Notícias

2020

UGT - Castelo Branco suspende reuniões e acções de formação

2020-03-16
UGT - Castelo Branco suspende reuniões e acções de formação

Face à situação excepcional e imprevista, resultante da disseminação do novo coronavírus, COVID-19, e a conveniência de adopção das medidas de contingência recomendadas oficialmente, nomeadamente pela DGS e pelo Governo, a UGT Castelo Branco, anuncia de forma responsável a suspensão de todas as actividades formativas bem como as reuniões de Secretariado e Conselho Geral. 

De referir que a UGT Nacional também decidiu tomar as medidas de contingência adequadas ao momento. 

Todos os atendimentos da UGT CB, serão preferencialmente assegurados via e-mail, plataformas de rede digital ou ainda via telefone.

Telefone 272 087 272

Telemóvel: 928 051 325

e-mail ugtcastelobranco@gmail.com

Facebook: UGTCasteloBranco  

«Pedimos desde já as mais sinceras desculpas por este enorme contratempo, mas estamos certos que entendem a nossa decisão, uma vez que é o momento de TODOS assumirem responsabilidades colectivas como medida de prevenção de propagação desta pandemia»

A UGT CB está com os trabalhadores e suas famílias, e o tempo é de AGIR DE FORMA RESPONSÁVEL, em prol de um bem maior que é a VIDA!

 

O Presidente da UGT Castelo Branco,

Daniel Matos

SMAV cancela reuniões e altera processo de atendimento aos associados

2020-03-16
SMAV cancela reuniões e altera processo de atendimento aos associados

O Sindicato dos Meios Audiovisuais (SMAV) informa que:

- Anulou as suas reuniões presenciais, bem como o apoio administrativo direto, de 16 de março a 30 de abril, tendo em atenção o surto provocado pelo Covid-19 e as recomendações das entidades oficiais,

- Estão excluídas as reuniões que o Secretariado Nacional entenda necessárias para a resolução de situações complexas, em cumprimento aos Estatutos.

- Está disponível para atender todos os seus associados através dos contatos:

smavsindicato@gmail.com

T: 967 034 460

T: 917 915 031

- Qualquer questão laboral associada a este problema de Saúde Pública, nomeadamente quem está a trabalhar de casa, em situação de assistência à família, de quarentena, quem tem de deslocar-se à Empresa, em regime de Contrato Prestação de Serviços ou outras questões que entendam prementes, agradecemos exposição da situação para os contatos acima referidos,

- Estamos em contato com as Empresas onde laboram os nossos associados, para melhor acompanhamento da situação vivida,

- O SMAV continua a trabalhar no que concerne ao Novo Projeto de Carreiras da RTP e outras situações pendentes, pelo que sugerimos o envio de propostas para análise e discussão oportuna com a Empresa.

- As medidas acima referidas, serão analisadas e alteradas consoante o evoluir da situação que todos vivemos e que esperamos seja de curto período.

- Protejam-se, desinfetem todos os materiais e equipamentos antes de os utilizarem!

 

O SECRETARIADO NACIONAL DO SMAV

Leia o Comunicado do SMAV no link abaixo

SBC - Covid-19: Plano de Contingência nos Bancos e os Direitos dos Trabalhadores

2020-03-16
SBC - Covid-19: Plano de Contingência nos Bancos e os Direitos dos Trabalhadores

Considerando o estado de alerta decretado pelo Governo, assim como o determinado pelo DL n.º 10-A/2020 de 13/03 que estabelece as medidas excecionais e temporárias relativas à situação epidemiológica do COVID 19, impõem-se as seguintes informações e recomendações a todos os associados:

• Toda e qualquer comunicação entre o trabalhador e a sua entidade patronal deverá ser reduzida a escrito.

• A prestação de teletrabalho pode ser determinada unilateralmente pela entidade patronal ou requerida pelo trabalhador, sem necessidade de acordo, desde que compatível com as funções exercidas, nos termos e durante a vigência do DL n.º 10-A/2020 de 13/03.

Em todo o caso e de preferência, deverá ser elaborado acordo escrito, com indicação da actividade a prestar, retribuição e período normal de trabalho.

• A situação de isolamento profilático durante 14 dias ou quarentena do trabalhador, que impede temporariamente o exercício da atividade profissional é equiparada à situação de doença, sendo decretada pela autoridade de saúde e comprovada por atestado profilático.

Os trabalhadores a quem seja decretada, pela autoridade de saúde, a necessidade de isolamento profilático terão assegurado o pagamento de 100% da remuneração de referência durante o respetivo período.

• Em caso de doença, quer do trabalhador, quer de filho, é aplicável o respectivo regime de faltas.

Considera-se falta justificada a situação decorrente do acompanhamento de isolamento profilático durante 14 dias de filho ou outro dependente a seu cargo.

O apoio financeiro excecional aos trabalhadores por conta de outrem que tenham de ficar em casa a acompanhar os filhos até 12 anos, corresponde ao valor de 66% da remuneração base (33% a cargo do empregador, 33% a cargo da Segurança Social), tendo por limite mínimo uma remuneração mínima mensal garantida (RMMG) e por limite máximo três RMMG.

Em caso de isolamento profilático de criança menor de 12 anos ou independentemente da idade, com deficiência ou doença crónica, a atribuição do subsídio para assistência a filho e do subsídio para assistência a neto, não depende de prazo de garantia.

Fora dos períodos de interrupções letivas, consideram-se justificadas, sem perda de direitos salvo quanto à retribuição, as faltas por assistência inadiável a filho ou outro dependente a cargo menor de 12 anos, ou com deficiência ou doença crónica, decorrentes de suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais.

O trabalhador deverá comunicar a falta logo que possível à DRH da sua entidade patronal, indicando o motivo justificativo, o número de filhos, idade e a informação que se mostre pertinente, designadamente, o número de dias previsíveis em que o menor ficará à sua guarda.

• Verificando-se qualquer desacordo ou litígio, quer com colegas, quer com as hierarquias, deverá dar conhecimento, por escrito, à DRH da entidade patronal, requerendo a sua intervenção célere.

À evolução da excecionalidade do momento, o Sindicato dos Bancários do Centro permanecerá atento e manterá informação atualizada aos seus associados.

 

A Direcção

Plano de Contingência UGT-Viseu

2020-03-16
Plano de Contingência UGT-Viseu

Na sequência da situação de pandemia, em resultado do vírus Covid-19, a UGT-Viseu decidiu suspender todos os serviços de atendimento presencial.

Durante este período a UGT-Viseu continuará a dar todo o apoio aos seus utentes através dos números abaixo indicados, correio eletrónico e Facebook.

Agradecemos a compreensão e empenho de todos

 

VISEU:

Telm.: 966 168 826

Telm.: 962 015 775 (GIP)

LAMEGO: 

Telm.: 960 160 234

Telm.: 966 170 313 (GIP)

Newsletter UGT | N.º 10 | Fevereiro 2020

2020-03-16

Leia a décima edição da newsletter da UGT no link abaixo

Ver link