UGT - Comunicados

Notícias

2016

SITRA congratula-se que Carris se mantenha na esfera pública

2016-11-18
SITRA congratula-se que Carris se mantenha na esfera pública

O Governo e a Câmara Municipal de Lisboa assinam na próxima segunda-feira um memorando de entendimento que estabelecerá um novo modelo de gestão para a Carris e no qual se pressupõe a transferência para a autarquia da propriedade da empresa.

Embora esta não seja a medida defendida pelo SITRA, dado que sempre defendemos que esta empresa pública deveria manter-se sob a alçada da Administração Central, temos consciência que esta solução é uma das que permite a manutenção da Carris na esfera do domínio público.

Sublinhamos ainda que para o SITRA a transferência da titularidade administrativa do serviço público de passageiros operado pela Carris para a câmara lisboeta permitirá criar novas sinergias para a melhoria da qualidade do serviço público de transportes prestado aos utentes e fomentará uma política de transportes que irá facilitar a mobilidade urbana.

UGT disponível para um acordo de médio prazo na concertação social

2016-11-14
UGT disponível para um acordo de médio prazo na concertação social

A UGT manifestou esta tarde a sua disponibilidade para alcançar um acordo a médio prazo na concertação social até ao final da legislatura, sem colocar em causa a possibilidade de o mesmo ser durável até 2020. Para o salário mínimo, Carlos Silva reafirmou o valor de 565 euros já em 2017.

(Fonte:RTP)

Ver vídeo (Youtube)

UGT recebe Comissão de Trabalhadores da RTP

2016-11-10
UGT recebe Comissão de Trabalhadores da RTP

Uma delegação da Comissão de Trabalhadores da RTP foi hoje recebida, a seu pedido, pelo Secretário-Geral da UGT, acompanhado por outros dirigentes sindicais, a pretexto da discussão na especialidade do Orçamento de Estado para 2017 na Assembleia da República.

Na proposta do OE/2017, o Governo apresenta uma alteração à Lei nr. 30/2003, de 22 de agosto, sobre o modelo de financiamento do serviço público de radiodifusão e de televisão., inscrito no artigo 201º, que vem introduzir uma alteração de fundo ao modelo de pagamento da contribuição para o audiovisual (CAV), determinando que o mesmo passa a ser efectuado junto da Autoridade Tributária.

Tal alteração parece não apenas tornar mais complexo o sistema existente, o qual se tem revelado genericamente adequado, como inclusivamente poderá dar origem a dúvidas e a problemas sobre o modo e o momento em que a consignação do produto da CAV à RTP se deverá concretizar.

A UGT não pode deixar de referir que estão em causa cerca de 1500 postos de trabalho, para além da disponibilização ao país e ao regime democrático de um serviço público inestimável de informação, pelo que a incerteza gerada por esta proposta do Governo merece forte preocupação por parte dos trabalhadores da RTP, que a UGT e os seus sindicatos do sector acompanham e que transmitimos à Comissão de Trabalhadores.

Nesse sentido, a UGT considera que a alteração proposta deve ser suprimida, mantendo o sistema actual, o qual tem garantido o recebimento atempado de uma verba essencial para assegurar o funcionamento do serviço público de radiodifusão e de televisão, mediante uma forma de pagamento que, simultaneamente, salvaguarda a sua autonomia e obsta a qualquer governamentalização.

A UGT recomenda ainda ao Governo que deverá ser equacionada a possibilidade de estabelecer regras expressas, quanto à forma e prazos de recebimento das verbas da contribuição audiovisual pela RTP.

O Secretariado Executivo

Ver fotos (Flickr)

Inauguração do Centro de Formação da União dos Sindicatos de São Vicente (Cabo Verde)

2016-11-04
Inauguração do Centro de Formação da União dos Sindicatos de São Vicente (Cabo Verde)

Teve hoje lugar a inauguração do Centro de Formação da União dos Sindicatos de São Vicente em Cabo Verde, em parceria com a UGT, CEFOSAP e o IEFP Portugal.

Este pólo pretende contribuir para o melhoramento das qualificações e das competências dos trabalhadores caboverdianos e servirá de alavanca ao tecido económico e produtivo destas ilhas do Atlântico.

A inauguração contou com a presença do Sr. Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Dr. Augusto César Lima Neves, dos Presidentes do IEFP de Cabo Verde e de Portugal, como também de responsáveis de diversos organismos públicos e de dezenas de sindicalistas da UNTC-CS e da UGT.

A UGT fez-se representar, pelo Secretário Geral, Carlos Silva, o Secretário Geral Adjunto, Luis Correia, os Secretários Executivos, Sérgio Monte e Joaquim Mendes Dias, bem como pelo Diretor do CEFOSAP, Jorge Mesquita.

 

Ver fotos (Flickr)

UGT reúne com CDS-PP

2016-11-02
UGT reúne com CDS-PP

A UGT recebeu na sua sede uma delegação do CDS-PP, representada pela sua Presidente, Assunção Cristas, e pelo deputado, Pedro Mota Soares.

Esta reunião solicitada a pelo partido teve como objectivo analisar as propostas do Orçamento do Estado para 2017.

Ver fotos (Flickr)