UGT - Comunicados

Notícias

2017

UGT debateu Igualdade de Género em Bragança

2017-04-30
UGT debateu Igualdade de Género em Bragança

A UGT realizou ontem mais uma conferência inserida no ciclo de iniciativas que têm sido promovidas pelo País sobre o tema da igualdade de género.

Desta vez em Bragança, esta quarta edição contou com a presença da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, que na sua intervenção considerou que as disparidades no mercado de trabalho só serão extintas com um pacto social, com os parceiros sociais a desempenharem um papel determinante, mas também através da educação, que contribuirá para se alcançar uma sociedade mais igualitária.

Já o líder da UGT afirmou que estas iniciativas promovidas pela Central pretendem mediatizar o tema e contribuir para o fim da desigualdade entre homens e mulheres quer no acesso a cargos públicos, quer em termos salariais.

Para Carlos Silva se uma mudança nesta matéria não ocorrer naturalmente, deve recorrer-se a legislação específica para regulamentar esta questão. “Nós preferíamos que não fosse por decreto, mas se também foi necessário criar uma quota para que as mulheres tenham representatividade na Assembleia da República, nas empresas e partidos políticos, então se for preciso criar legislação específica para determinar que as questões de discriminação e desigualdade não devem acontecer e têm de ser combatidas, se não é a bem, tem de ir de outra forma”, acrescentou.

A UGT tem desenvolvido estas conferências em parceria com a Faculdade de Medicina do Porto, a Ordem dos Médicos e o Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (SINDITE), organização sindical sua filiada.

A próxima edição terá lugar em Évora, no mês de Junho, e este ciclo de conferência terminará em Outubro, no aniversário da Central, sessão que prevê a presença do Primeiro-Ministro, António Costa.

Leia AQUI os recortes de imprensa regional

Ver fotos (Flickr)

Tempo de Antena - 28 de Abril 2017

2017-04-28

Tempo de Antena da UGT de 28 de Abril de 2017, com uma retrospectiva sobre o XIII Congresso e os desafios do novo mandato dos orgãos da central.

UGT concorda com tolerância de ponto na visita do Papa

2017-04-27
UGT concorda com tolerância de ponto na visita do Papa

Em declarações ao Jornal de Notícias, o Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, salienta que, “face ao enquadramento extraordinário da visita do chefe de Estado da Igreja Católica – ainda que venha como peregrino, e ainda que seja expectável uma aglomeração de centenas de milhares de pessoas oriundas de todo o mundo -, é um ato político significativo, que vai permitir á população que o desejar participar na cerimónia”.

Carlos Silva lembra ainda “o impacto mediático da visita pastoral ao nível global, que levará a imagem de Portugal a todos os cantos do Mundo”

SETACCOP e SITESE encerram negociações do ACT da Brisa

2017-04-26
SETACCOP e SITESE encerram negociações do ACT da Brisa

O SITESE e o SETACCOP encerraram as negociações do ACT da Brisa, o que significa que os trabalhadores desta empresa terão um acréscimo de 1.4% nos seus salários.

Neste acordo ficaram ainda contemplados compromissos fundamentais que no futuro permitirão continuar a melhorar as condições dos trabalhadores da Brisa.

Mais uma vez os sindicatos da UGT deram provas que a negociação e o compromisso são uma das melhores vias para defender e conquistar mais direitos para os trabalhadores portugueses.

FEBASE: Entrevista Secretário-geral UGT "As pessoas têm de ouvir a nossa voz"

2017-04-26
FEBASE: Entrevista Secretário-geral UGT "As pessoas têm de ouvir a nossa voz"

O Congresso elegeu-o, de forma esmagadora, para um segundo mandato à frente dos destinos da UGT. Tal como há quatro anos, Carlos Silva, sabe bem o que pretende para a central sindical, tendo sempre presente que o principal objectivo passa pela defesa intransigente dos trabalhadores. Nem que isso implique ir para a rua...Internamente, assume-se como um defensor do sindicato único do sector financeiro.

Leia AQUI a entrevista na íntegra