UGT - Comunicados

Notícias

2019

UGT TV: Governo não pode continuar a ignorar os trabalhadores da Educação

2019-01-24
UGT TV: Governo não pode continuar a ignorar os trabalhadores da Educação

No dia em que a Federação Nacional de Educação (FNE) marcou presença na concentração de Professores e Educadores, o Secretário-geral João Dias da Silva reafirma que o Governo não pode continuar a ignorar a insatisfação destes trabalhadores.

"O Governo pode estar certo de que se continuar a agir como tem agido, as insatisfações dos trabalhadores da Educação vão transbordar para as ruas", acrescentou.

 

UGT na Apresentação da Avaliação de Impacto dos Fundos da União Europeia

2019-01-23
UGT na Apresentação da Avaliação de Impacto dos Fundos da União Europeia

A Agência para o Desenvolvimento e Coesão realizou, no Salão Nobre do INE, a apresentação de duas avaliações de impacto dos fundos europeus, uma focada nas dinâmicas de transferência e valorização de conhecimento e outra sobre os impactos nas empresas, a cargo, respectivamente, dos Profs. Augusto Mateus e Ricardo Paes Mamede.

Na sessão, em que estiveram presentes o Secretário de Estado da Economia, o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional e a Directora da Unidade de Portugal e Espanha na Direção-Geral da Política Regional da Comissão Europeia, foi de destacar a avaliação globalmente positiva dos impactos dos fundos europeus nas áreas analisadas, tendo sido deixadas importantes recomendações para futuros quadros comunitários.

No mercado de trabalho e nas empresas, e não obstante os resultados já verificados em áreas como os rendimentos dos trabalhadores e na sua qualificação, não deixou de ser recomendada a ponderação da inclusão de critérios de qualidade de emprego, de distribuição de rendimentos e de igualdade de género nas candidaturas aos futuros quadros de sistemas de incentivos.

A UGT fez-se representar nesta iniciativa pelo Secretário Executivo, Carlos Alves.

Os estudos de avaliação de impactos podem ser consultados em www.adcoesao.pt

UGT na reunião de Reativação da Comissão de Modernização Administrativa

2019-01-18
UGT na reunião de Reativação da Comissão de Modernização Administrativa

A UGT esteve ontem presente na reunião da comissão de reactivação da Agência de Modernização Administrativa, com a representação do Secretário-geral, Carlos Silva, da Secretária-geral Adjunta, Paula Bernardo, e o Secretário Executivo, Carlos Alves.

Esta foi uma reunião presidida pela Ministra da Modernização Administrativa, Maria Leitão Marques, que se fez acompanhar pelo Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa e que junto de uma ampla representação das organizações da sociedade civil, entre ordens profissionais, associações empresariais e parceiros sociais, tentaram auscultar os benefícios da implementação de novas medidas de simplificação administrativa.

Na sua intervenção, o líder da UGT alertou para a importância destas matérias para o desenvolvimento e modernização do país, contudo deixou a nota que além das medidas de simplificação será sempre necessário a valorização dos trabalhadores da Administração Pública, porque só com trabalhadores valorizados e reconhecidos nas suas carreiras poder-se-á ter uma melhor modernização administrativa nos serviços públicos.

Carlos Silva - Formação profissional e requalificação dos trabalhadores são essenciais para enfrentar a robotização

2019-01-17
Carlos Silva - Formação profissional e requalificação dos trabalhadores são essenciais para enfrentar a robotização

O Secretário-geral da UGT, Carlos Silva, ouvido pela Antena 1, sobre o estudo que a CIP apresenta hoje e que estima que a robotização põe em risco 1,1 milhões de empregos em Portugal na próxima década, afirmou que a formação profissional e requalificação dos trabalhadores são fundamentais para enfrentar esta alteração estrutural do mercado de trabalho.

Para o líder da UGT estas alterações devem ser discutidas em sede de concertação social e o movimento sindical nacional e europeu tem antecipado este fenómeno e refletido como se podem defender postos de trabalho.

O estudo, encomendado pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP) ao McKinsey Global Institute e à Nova School of Business and Economics, traça um cenário preocupante nos sectores mais marcados por tarefas repetitivas e com um elevado potencial de automação, mas também dá conta de oportunidades em áreas como a saúde ou a construção.

Oiça as declarações do Secretário-geral da UGT no link abaixo.

Secretário-Geral defende que é possível alcançar entendimentos entre empresários e trabalhadores

2019-01-17
Secretário-Geral defende que é possível alcançar entendimentos entre empresários e trabalhadores

O Secretário-geral da UGT foi um dos convidados do Fórum Capitalizar, que teve lugar hoje no Museu do Oriente, para uma iniciativa conjunta do Jornal Económico e do Novo Banco.

O líder da central sindical participou num debate sob o tema “Investimento como factor de Sustentabilidade”, onde participou igualmente o Presidente da CIP, António Saraiva com a moderação do CEO do Novo Banco, António Ramalho.

Na sua intervenção, Carlos Silva defendeu a necessidade de investimento para a criação de emprego, considerando que é possível alcançar entendimentos entre empresários e trabalhadores para a criação de riqueza.

Carlos Silva salientou que “para a criação de emprego é fundamental que hajam empresários que invistam. Não há postos de trabalho se não houver essa assunção de risco”.

Além da participação do Secretário-geral no debate, estieveram também presentes nesta conferência os Secretários-gerais Adjuntos, Sérgio Monte e Paula Bernardo, bem como os Secretários Executivos, Carlos Alves e Luís Filipe Costa.