UGT - Comunicados

Notícias

2020

UGT apoia posição de António Costa no Conselho Europeu

2020-03-27
UGT apoia posição de António Costa no Conselho Europeu

Na sequência da posição assumida pelo Primeiro-ministro, António Costa, ontem no final do Conselho Europeu, face às declarações do ministro das finanças holandês, o Secretário-geral da UGT enviou uma mensagem manifestando o seu apoio ao chefe do Executivo português, aos parceiros sindicais mundiais da Confederação Europeia de Sindiatos (CES), da Confederação Sindical Internacional (CSI) e do Comité Económico e Social Europeu (CESE).

Veja a mensagem do líder da UGT abaixo

“Caros amigos

Ontem, o nosso primeiro ministro António Costa reagiu às declarações do ministro holandês das Finanças, que sugeriu solicitar ao governo espanhol que informe a União Europeia por que razão não tem condições para superar os efeitos da pandemia do coronavírus no seu próprio país, apesar de ter crescido nos últimos sete anos.  

Costa considerou esta declaração anti-espírito e coesão da União Europeia, para além de “repulsiva”.

 

Caros amigos

Devo dizer-lhes que a UGT apoia a posição do nosso primeiro-ministro que, juntamente com outros 12 estados membros da União, está a pressionar a União Europeia a criar eurobonds, seguindo a posição da CES.

É realmente incrível encarar e acreditar que estes políticos são membros de um espaço político e económico que, neste momento, deveria estar unido e fortalecido.

Gostaríamos de deixar clara a nossa decisão.

Somente em conjunto com todos os seus estados membros, poderá a Europa enfrentar esta terrível crise, salvar a economia e os empregos.

Necessitamos de permanencer juntos, fortes e solidários.

Atenciosamente, na esperança de que se mantenham em segurança com as vossas famílias.”

Carlos Silva

Secretário Geral da UGT-Portugal