UGT - Comunicados

Notícias

2019

Salário Mínimo - UGT mantém 660 € e reclama mais ambição para os trabalhadores e empresas

2019-11-06
Salário Mínimo - UGT mantém 660 € e reclama mais ambição para os trabalhadores e empresas

O salário mínimo nacional (SMN) esteve hoje em discussão na concertação social, naquela que foi a primeira reunião entre a nova ministra do trabalho e os parceiros sociais.

Num encontro do qual não saiu nenhuma proposta de actualização do SNM em 2020, a UGT manteve a proposta de aumento para os 660€.

Carlos Silva, em declarações aos jornalistas no final da reunião, afirmou que chega a ter vergonha quando está no estrangeiro, nas reuniões do Conselho Económico e Social, de dizer que o salário mínimo é tão baixo e que está na cauda da Europa. O líder da central sindical afirmou ainda que quer fazer um acordo de concertação social e que está disposto a recuar, mas para um valor que seja legítimo, sem nunca alcançar aos valores propostos pelas entidades patronais. 

Para Carlos Silva, os valores apresentados pelos patrões estão fora de questão e reclama que é necessário mais ambição para os trabalhadores e para as empresas já em Janeiro do próximo ano.

Veja as declarações do Secretário-geral da UGT no final da reunião