UGT - Comunicados

Notícias

2019

UGT marca presença na 4.ª conferência dos ministros do Emprego e Trabalho da União para o Mediterrâneo

2019-04-02
UGT marca presença na 4.ª conferência dos ministros do Emprego e Trabalho da União para o Mediterrâneo

A UGT marcou presença na quarta conferência dos ministros do Emprego e Trabalho da União para o Mediterrâneo, uma organização que reuniu 43 países e que decorreu em Cascais, sob o lema “Empregos, Competências e Oportunidades para Todos”.

Nesta iniciativa estiveram presentes o Primeiro-Ministro, António Costa, o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, bem como representantes de vários países da União Europeia (U.E) e do Mediterrâneo. De registar que marcou presença também uma delegação da Confederação Europeia de Sindicatos (CES), pelo seu Secretário-geral, Luca Visentini, tendo sido o discurso principal da autoria de Helena André, Directora da ACTRAV/OIT.

Esta que foi a primeira conferência que conta com a participação de parceiros sociais de Portugal e de outros países da zona do mediterrâneo, facto que a UGT não pode deixar de ressalvar, destacando que a própria central sindical se fez representar pela sua Secretária-geral Adjunta, Paula Bernardo (oradora numa das sessões sobre mercados de trabalho inclusivos), pela Secretária Internacional, Catarina Tavares, e pelo Secretário Executivo, Carlos Alves.

Os participantes deste encontro debateram os desafios do mercado de trabalho da região do Mediterrâneo, identificando formas de o tornar mais acessível e inclusivo para todos, imprimindo uma nova dinâmica de integração social e económica na região euro-mediterrânea.

 A conferência de dois dias terminou com a aprovação de uma declaração conjunta entre os 28 Estados-Membros da U.E. e os 15 países da margem sul e oriental do Mediterrâneo com estratégias comuns para o mercado de trabalho.

A União para o Mediterrâneo, criada em 2008, é uma organização intergovernamental que reúne os 28 Estados-membros da União Europeia e os 15 países da margem sul e oriental do Mediterrâneo para promover o diálogo e a cooperação, sendo atualmente copresidida pela Comissão Europeia e pela Jordânia.