UGT - Comunicados

Notícias

2018

SMAV - RTP Administração não satisfaz

2018-12-12
SMAV - RTP Administração não satisfaz

COMUNICADO CONJUNTO SINDICATOS DA RTP

Esta terça-feira Sindicatos e Conselho de Administração da RTP voltaram a reunir para analisar a contra-proposta da Administração ao Caderno Reivindicativo aprovado por unanimidade no plenário de trabalhadores a 21 de Novembro.

Os sindicatos foram unânimes em considerar que a contra-proposta do C.A. fica muito aquém do aceitável.

Em vários pontos continua a não haver resposta satisfatória para os trabalhadores precários.

A proposta da Empresa para os aumentos salariais fica abaixo da inflação.

Com diversos argumentos, os dirigentes sindicais demonstraram à Administração como era importante dar uma resposta mais substancial às reivindicações. A empresa mostrou, no entanto, a sua intransigência afirmando que era a última proposta.

Cabe, agora, aos trabalhadores dar a resposta merecida ao C.A., comparecendo em força ao plenário desta 4ª feira, 12 de Dezembro, às 14h.

Lisboa, 11 de dezembro de 2018
Comunicado na íntegra


O SMAV - Sindicato dos Meios Audivisuais defende:

- Aumento da tabela salarial do Acordo de Empresa em 4%, com um referencial mínimo de 50 euros.

- Aumento de todas as cláusulas de expressão pecuniária no mesmo percentual atribuído à tabela salarial.

- Revisão do n.º2 da cláusula n.º39 do Acordo de Empresa, aumentando de 0,75% para 1,5% o quoficiente de valorização da antiguidade, para os trabalhadores que permaneçam mais de seis anos no escalão C do respectivo nível de desenvolvimento ou três anos, se se tratar do nível de desenvolvimento mais elevado. A Seguir aos 3 anos um aumento cumulativo de 0,25%.

- Resolução imediata aos pedidos de reenquadramento profissional dos trabalhadores que executam tarefas acima do seu nível funcional.

- Reposição do valor do trabalho suplementar aos valores "pré-troika" (de acordo com o que está previsto no AE assinado em 2015)

- Integração imediata nos quadros dos 130 trabalhadores precários que têm parecer positivo da CAB da Cultura, no âmbito do PREVPAP.

- Revisão urgente, por parte da RTP, de todos os outros requerentes do PREVPA que possam constituir necessidades permanentes da empresa, incluindo os cerca de 70 casos acerca dos quais a empresa "mudou de opinião".

- Acatar as decisões judiciais que deram razão aos trabalhadores precários, reconhecendo-lhes o vínculo laboral e integrando-os nos quadros.

- Celebração de apólice de seguro de trabalho para todos os trabalhadores em prestação de serviço.

- Compromisso escrito, por parte da RTP, que estabeleça que a renovação dos quadros da empresa se faz de forma planificada, através de concurso público e transparente, e recusando todas e quaisquer formas de precariedade laboral.

 

Leia na íntegra o Pré-Aviso de Greve do SMAV e o Comunicado Conjunto dos Sindicatos  da RTP nos links abaixo: