UGT - Comunicados

Notícias

2018

Greve e Manif Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica - 24 e 25 de Maio 2018

2018-05-24
Greve e Manif Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica - 24 e 25 de Maio 2018

No dia 24 de maio às 14h30m haverá manifestação/concentração no Marquês de Pombal, seguida de desfile até à Assembleia da República.

VAMOS FAZER A MAIOR MANIFESTAÇÃO DE SEMPRE DOS TSDT EM LISBOA!

TEMOS DE FAZER HISTÓRIA.

A nossa jornada de luta está em marcha. A greve de 24 e 25 de maio e a nossa Manifestação/Concentração em Lisboa, no dia 24, têm de ser um marco histórico!

Vamos todos para o Marquês de Pombal e vamos paralisar os Serviços, cumprindo apenas os serviços mínimos, demonstrando a nossa indignação e descontentamento pela decisão do governo de encerrar as negociações sem acordo em matérias fundamentais.

Como os colegas sabem, ontem os Sindicatos e o Governo, na pessoa da Sra. Secretária de Estado, assinaram o ACCE, documento que já tinha sido acordado, faltando, apenas a formalidade da assinatura. Aproveitamos a oportunidade para informar a Sra. Secretária de Estado da Saúde, que, dada a posição do Governo, aos Sindicatos não restou outra alternativa que não a de nos insurgirmos contra o tratamento a que fomos sujeitos.

Exigimos equidade e paridade com outras carreiras da administração pública, que têm o mesmo grau de exigência habilitacional e profissional.

Exigimos que o Governo reabra as negociações com estes Sindicatos. Queremos negociar as matérias não acordadas, bem como as que não foram sequer negociadas:

-Tabela Salarial e transições
- Contagem do tempo na categoria detida
- Remunerações dos Coordenadores e dos Técnicos Diretores;
-Abertura imediata de concursos;
- Descongelamento imediato dos escalões para todos respeitando as normas aplicáveis aos TSDT;
- Contratação imediata de mais TSDT;
- Profissionais a integrar nas carreiras, titulação profissional e perfis de competências;
- Consolidação de mobilidade dos TSDT em regime de CIT.

Vamos todos manifestar o nosso repúdio e indignação, com a decisão do Governo de encerramento do processo negocial.

Temos de ser o maior número de sempre de TSDT a mostrar descontentamento na rua.

UMA VEZ MAIS, VAMOS COLOCAR OS TSDT NA AGENDA DO GOVERNO

VAMOS EXIGIR A REABERTURA DAS NEGOCIAÇÕES

A LUTA TEM DE CONTINUAR

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

VAMOS TODOS  À MANIFESTAÇÃO