UGT - Comunicados

Notícias

2018

Fórum TSF- Carlos Alves: "É preciso uma diferenciação das taxas contributivas entre contratos precários e permanentes"

2018-02-02
Fórum TSF- Carlos Alves: "É preciso uma diferenciação das taxas contributivas entre contratos precários e permanentes"

O Secretário Executivo da UGT, Carlos Alves, em declarações no Fórum TSF afirmou que a central vê com bons olhos a iniciativa apresentada pelo Governo de penalizar as empresas que usam de forma abusiva a contratação a prazo.

Para o dirigente sindical, contrariamente ao que era expectável com o crescimento da economia e com o mercado de trabalho a tornar-se mais dinâmico, o que se está a assistir é a um aumento dos níveis de precariedade, muito superiores à média europeia. “Portugal continua a ser o terceiro país na Europa com os maiores níveis de precariedade”, afirmou.

“A UGT há muito que vem defendendo que uma das possibilidades para uma mais efectiva regulação da precariedade e do mercado de trabalho seria uma diferenciação das taxas contributivas entre os contratos precários e contratos permanentes”.

A UGT defende também, nas palavras do seu secretário executivo, que é absolutamente central que existam alterações ao regime de negociação colectiva, nomeadamente nos regimes de caducidade, para que a contratação colectiva ganhe um novo dinamismo.