UGT - Comunicados

Notícias

2017

UGT lança II Volume do livro “A UGT na história do movimento sindical português”

2017-12-22
UGT lança II Volume do livro “A UGT na história do movimento sindical português”

A UGT apresentou no dia 21 de Dezembro de 2017, a II edição do livro “A UGT na história do movimento sindical português (1990-2010)”, na Casa Municipal da Cultura em Pedrogão Grande.

Esta sessão contou com a presença na sessão de abertura dos presidentes de Câmara de Pedrogão e de Figueiró dos Vinhos, Valdemar Alves e Jorge Abreu, respectivamente, que destacaram o papel da UGT na sociedade portuguesa e a importância da deslocação da Central às regiões do interior afectadas pelos incêndios, contribuindo com a sua dinâmica para a visibilidade e para a melhoria da economia local.

A sessão de abertura contou também com a intervenção do Presidente do Conselho Económico e Social, António Correia de Campos, que destacou o papel da UGT na construção da democracia em Portugal, bem como a sua actuação na construção de compromissos na concertação social.

A segunda parte da sessão foi dedicada à apresentação do livro por parte dos autores, José Maria Brandão de Brito e Cristina Rodrigues, que em duas intervenções distintas apresentaram as bases que deram origem à obra, por um lado todo, o contexto internacional e europeu vivido entre 1990 e 2010 e o enquadramento do movimento sindical neste período e, por outro lado, a intervenção e o papel da central sindical, nas negociações laborais, na concertação social e até mesmo em questões temáticas como o papel das mulheres no sindicalismo, o processo UGT ou a Comunidade Sindical de Países de Língua Portuguesa. O ex-secretário-geral da UGT, João Proença, deu a cara como principal interveniente em todos os acontecimentos, destacando o Processo do Fundo Social Europeu, como sendo um dos períodos mais difíceis da central, considerando como sendo um ataque deliberado provocado por vários agentes da sociedade civil para destruir a UGT.

Quer o Secretário-geral, que a Presidente da UGT, nas suas intervenções, destacaram o papel da UGT determinante em muitas lutas sindicais e na assinatura de compromissos e acordos que contribuíram para a melhoria das condições de vida e de trabalho dos portugueses.

Ver fotos (Flickr)