UGT - Comunicados

Ala de Quadros

2017

A União Europeia esteve no centro das preocupações do Congresso do Eurocadres

2017-11-20
A União Europeia esteve no centro das preocupações do Congresso do Eurocadres

Sob o lema da União Europeia “unidade na diversidade” (“European Union Unity”), decorreu, nos dias 30 e 31 de Outubro, em Bruxelas, o 4º. Congresso do Eurocadres, tendo Martin Jefflén sido reeleito como Presidente.

A UGT esteve representada por Elizabeth Barreiros, Presidente da Ala de Quadros, a qual foi eleita, por Portugal, para integrar a nova Comissão Executiva desta organização sindical de defesa dos técnicos e quadros de empresa, que nasceu em 1993 e se tornou uma realidade através de ações de sensibilização e trabalho conjunto com organizações membros e parceiros de cooperação.

O Congresso, que reúne de 4 em 4 anos, apresentou o seu programa para o próximo mandato, tendo delineado as principais ações e políticas a seguir, que integram as seguintes problemáticas: digitalização no sistema financeiro, criação de mecanismos de proteção de autores de denúncias de fraudes danosas, riscos psicossociais e reconhecimento das qualificações profissionais.

Durante o congresso foram aprovadas três Resoluções (“European Union Unity”, “Work-life balance” e “EU-wide whistleblower protection”). Procedeu-se também à revisão dos Estatutos.

A documentação encontra-se disponível através do seguinte link:

http://www.eurocadres.eu/about-us/constitution-congress-2017-documents/

VER FOTOGALERIA

Reunião do novo Secretariado da Ala de Quadros

2017-11-02
Reunião do novo Secretariado da Ala de Quadros

A  primeira reunião da Ala de Quadros decorreu no dia 14 de Outubro de 2017 e centrou-se, principalmente, num debate aberto e transparente sobre a situação atual dos Quadros nos diferentes setores de atividade.

Esta discussão permitiu-nos concluir que a Ala de Quadros deverá, em primeiro lugar e antes de tudo, definir a sua área de atuação, de forma a situar-se em termos de assessoria ao secretariado da UGT. Para esse efeito, será feito inicialmente um diagnóstico concreto sobre a situação do setor dos Quadros a nível nacional. 

Muito resumidamente, a Ala de Quadros deverá encontrar a sua identidade (ou seja, partindo de uma perspetiva histórica, tentar uma convergência com o contexto atual a fim de responder a 3 questões essenciais:

1) qual o seu papel?;

2) qual o seu objeto de estudo?;

3) qual o seu objetivo?).

As respostas a estas questões - resultado do diagnóstico acima referido - serão cruciais para a razão de existência da Ala de Quadros.