UGT - Comissões

Comissões

Comissão de Mulheres

Movimento sindical europeu debate a desigualdade salarial entre homens e mulheres

2015-09-30
Movimento sindical europeu debate a desigualdade salarial entre homens e mulheres

Hoje, no 13º Congresso da Confederação Europeia de Sindicatos (CES), que decorre Paris, foi apresentada e discutida uma resolução intitulada ”A representação das Mulheres nos diferentes organismos da CES”.

Esta resolução teve a aprovação da maioria dos delegados ao Congresso e teve como principal objetivo chamar a atenção de todos os presentes para a necessidade da integração das questões do género em todas as políticas da Confederação europeia e consequentemente nas políticas dos sindicatos e federações que a constituem.

Foi ainda debatido o problema da desigualdade salarial entre homens e mulheres, tendo sido mais uma vez constatado que a diferença salarial afeta sobretudo o trabalho no feminino. No debate foi também realçado o valor do trabalho e concluiu-se ser necessário adotar o princípio: trabalho igual, salário igual.

A verdade é que continua a constatar-se que são as mulheres que têm salários inferiores aos dos homens, mesmo quando realizam trabalho de igual valor. São as mulheres que continuam a estar sobre-representadas no trabalho a tempo parcial, em setores menos remunerados ou mesmo em trabalhos precários.

Neste sentido, foi pedido a todos os sindicatos e federações filiados na CES que desenvolvessem-se estratégias para uma maior representatividade das mulheres em cargos executivos, chamando a atenção que a igualdade só é plena se for feita com homens e mulheres.

A CES deve lutar para que a igualdade de género seja uma realidade no local de trabalho e na sociedade em geral.

A UGT, os seus sindicatos, federações e uniões, tudo farão para que a resolução hoje aprovada no Congresso seja adoptada de forma a contribuir para uma sociedade de emprego digno e de qualidade, onde os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras sejam plenamente respeitados.